a aerodinâmica das palavras

O Mundo nas Asas da Arte

Eduarda Amaral

A Arte nos permite brincar com a realidade. Desconstruir verdades estagnadas, colorindo-as com novas cores. Psicóloga, Mestre em Relações Internacionais e Especialista em Políticas Públicas, trabalhei em cinema

O Mundo ainda Não Está Pronto, tributo à banda Pato Fu

A única ressalva diz respeito ao título deste tributo. Felizmente, afirmo que ele está equivocado: O mundo, com certeza, está Prontíssimo para amá-lo ! Este ano, a banda mineira Pato Fu comemora 25 anos. E ganha um baita presentão: esta deslumbrante coletânea com trinta versões inéditas de suas canções. Muitos desaprovam reinterpretações musicais. Muitos. Eu não. Eu amo uma versão bem feita. E esta coletânea está uma grande reverência a esta deliciosa banda mineira.



Captura de tela 2017-05-16 às 22.17.34.png

A validade de versões de musicas autorais é uma polêmica recorrente entre os amantes da música . Por um lado, há aqueles que acham uma heresia um outro cantor interpretar musicas alheias. Acreditam que os elementos de uma canção devem permanecer inalterados.

Nada de arranjos novos, de timbres diferentes, tempos alterados. O que está perfeito, deve permanecer assim, argumenta um amigo guitarrista.

Eu já penso completamente diferente. Para mim, a música é um dos tipos de Arte mais maleáveis e democráticos. Você pode não entender a língua em que ela é cantada, e mesmo sem entender uma palavrinha, emocionar-se com a sua letra.

Você pode ser completamente desafinado, e despreparado para a sua execução e cantar o dia todo.

Adoro versões de músicas conhecidas. Penso que elas são uma embalagem diferente, para um conteúdo que você já gosta e passa a ver com um novo colorido. É como se aquele som ficasse ainda mais rico. Mais interessante. Imagina algo que pode ser dito de diversas formas diferentes? O máximo, não ?

Sim ! E ainda tem tudo a ver com a banda que está sendo homenageada.

pato fu .jpg

A Pato Fu é uma banda que se propõe à experimentação. À desconstrução de padrões musicais rígidos. Navega por estilos musicais distintos que vão do punk à cantiga gospel Vem, eu mostrarei, por exemplo. E como não mencionar o precioso albúm Música de Brinquedo, gravado em 2010, com instrumentos de brinquedo.

Dá para pregar uma sacramentalização das músicas desta banda, então ? Claro que não!

Organizado por Rafael Chiocarello (Hits Perdidos) e João Pedro Ramos (Crush em Hi-Fi), o Mundo Ainda Não está Pronto é um belíssimo tributo à obra e ao "estilo Patu Fu de ser". Composto por trinta versões pinceladas entre os distintos estilos musicais tocados pela banda mineira, por artistas do cenário independente brasileiro.

Sim! Mais um ponto para esta iniciativa que homenageia aquela que é, bem possivelmente, a banda mais eclética de nosso país: em vez de se garantir e chamar artistas já consagrados, o Hits Perdidos e o Crush em Hi Fi convocaram bandas independentes, apostando na inovação e diversificação do cenário musical.

Indo além do Eixão Rio-Sampa, mostrando a produção musical das diferentes regiões do país.
São 30 versões de peso. Com artistas de diferentes regiões brasileiras. Ao final do artigo, reproduzo o link com os dois discos completos.

Em minha opinião, todas as versões ficaram sensacionais. É comovente ver /ouvir tantos artistas super talentosos que ainda não têm acesso à grande Mídia. Como o espaço é exíguo, e eu precisaria de mil páginas para conseguir dar conta do quanto gostei deste tributo, selecionei duas versões que arrebataram o meu coração, só para deixar vocês com o desejo de desbravar esta nova obra, com tantas vozes e sons diferentes, para algo que já adoramos.

1 . Me Explica – Vênus Café

venus cafe .jpg

https://soundcloud.com/omundoaindanaoestapronto/venus-cafe-me-explica

Primeira versão deste tributo que escutei, me pegou na hora, compulsiva com música que sou, já a escutei umas 77 vezes, de ontem até hoje.

Vale mostrar a emoção da banda Vênus Café em interpretar uma canção da Pato Fu, reproduzindo post de sua página do Facebook:

“Sim, tem Venus Café nela. Escolhemos uma música nem tão conhecida, "Me Explica", do MTV Ao Vivo de 2002, uma das minhas favoritas. É uma pedrada cheia de emoção e significado, a letra é uma singela e delicada homenagem ao Herbert Vianna. Seja pela carga emocional envolvida ou pela impossibilidade de reproduzir o talento de John, Fernanda Takai, Ricardo Koctus e cia, o desafio era grande. Daí, para a nossa versão, optamos pelo único recurso que julgávamos ter à mão para alcançar a desejada densidade: uma cacetada de guitarras. Espero que gostem, heheh ->Ah, tem um papo de que 'Me explica' foi a primeira coisa que o Herbert falou após o acidente.... eita, e temos mais um arrepio aqui.”

2. Canção Para Você Viver Mais – Paula Cavalciuk

Paula cavalciuk .jpg

https://soundcloud.com/omundoaindanaoestapronto/paula-cavalciuk-cancao-pra

Ao ler o título desta canção, você amante do Pato Fu e desta OBRA DE ARTE , que é esta joia de canção, deve estar já pensando : “Pera! Esta moça de sobrenome esquisito vai tentar cantar E-S-T-A música? ”

Eu pensei isto ! Enganei-me ! Largamente! Surpreendente interpretação! Em um minuto, aprendi o sobrenome inusitado desta cantora a quem ainda não conhecia. E passei a admirar, a escutar, sem parar.


Abaixo os links para os dois Discos completos:
Disco 1.
https://soundcloud.com/omundoaindanaoestapronto
Disco 2.
https://soundcloud.com/omundoaindanaoestapronto

A única ressalva diz respeito ao título deste tributo. Felizmente, afirmo que ele está equivocado: O mundo, certamente, está Prontíssimo para amá-lo !


Eduarda Amaral

A Arte nos permite brincar com a realidade. Desconstruir verdades estagnadas, colorindo-as com novas cores. Psicóloga, Mestre em Relações Internacionais e Especialista em Políticas Públicas, trabalhei em cinema .
Saiba como escrever na obvious.
version 9/s/musica// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Eduarda Amaral
Site Meter