a biblioteca de babel

Todas as Palavras são Palavras de Amor

Mateus Machado

Teve Simioto na infância. Publicou livros de Poesia. É a favor do caos criativo. Detesta propagandas de cerveja. Não vê esperanças na política e nos demais centros de poder. Não tem ideologias. Fã do John Coltrane, Lou Reed, Cartola e São Francisco de Assis. Apaixonado por música, literatura, cinema & gatos. Mora em qualquer lugar.

Karl Marx – O Jovem Discípulo De Satã

Karl Marx, para muitos, era ateu, mas até onde isso é verdade? Qual a relação de Karl Marx e o satanismo?


iStock-598090796-1588x900.jpg

...eu perdi o direito ao céu, sei disso perfeitamente. Minha alma, outrora fiel a Deus, está destinada ao inferno

- Karl Marx (A Donzela Pálida)

Oulanem é a obra mais nebulosa de Karl Marx, publicado em sua juventude, uma obra que se pretende poética; trata-se de uma peça escrita em versos. A começar pelo título Oulanem, que é um anagrama, uma inversão do nome santo dado a Jesus, Emmanuel, que significa D’us Conosco em hebraico. As inversões de nomes são inclusive usadas na magia negra, fica claro que a escolha do título foi proposital; o jovem Marx deixa explícito através do título que ele se usaria de blasfêmia.

Embora houvesse ambição artística no início de sua vida, fica claro que sua ambição tem camadas mais negras e abissais e isso se revelou no seu ideal revolucionário comunista. Com um olhar mais crítico vemos que não há valor literário em sua obra, sobrando apenas a confissão de um coração satânico, a documentação da transformação de um jovem cristão fervoroso em um inimigo declarado de D’us e da humanidade.

Foi assim que Marx abandonou seu pretenso projeto artístico para um projeto revolucionário, luciferiano, contra toda a humanidade.

Irônico pensar que o autor da célebre frase “A religião é o ópio do povo” informalmente fundou uma religião e ainda hoje é tratado como um messias, pela Rússia e pela China, mesmo tendo levado uma vida adúltera e ter vivido na dependência da esposa e dos amigos, além de ser um beberão incorrigível. Isso sem contar que, sendo judeu e vindo de uma família de tradição rabínica, o primogênito Herschel Mordechai, nome de nascimento de Marx, herdaria o posto de futuro rabino da família, o que não aconteceu. Depois de mudar o nome, Marx não apenas negou a tradição familiar como toda a tradição judaica e sua origem.

download (1).jpg

Um reflexo do desejo Satânico do jovem Marx se concretizou em sua própria biografia; Marx levou a sua família ao inferno e a autodestruição; escreveu sobre economia, mas era irresponsável com as finanças pessoais, o que levou toda a família à miséria, dilapidando todo o patrimônio da esposa Jenny Westphalen. Quando a filha Franzisca morre a família não tem dinheiro nem para o enterro. Ao todo tiveram 7 filhos, 4 morreram na infância em conseqüência da miséria, as 2 filhas que chegaram a vida adulta cometeram suicídio. A esposa Jenny morreu infeliz depois de uma vida trágica e miserável.

Com o tempo Marx convenceu boa parte do mundo que era preciso abandonar D’us, somente assim seria possível realizar o projeto comunista de sociedade ideal e justa. A sua fama de ateu se cristalizou por conta dessas interpretações, ou seja, a negação de D’us e da religião, sendo inclusive responsável de fazer com que muitos filósofos e artistas se voltassem contra as religiões, em especial contra a tradição judaico-cristã.

Um exemplo na cultura pop é a letra de Imagine de John Lennon, falando de um mundo ideal sem religião nem propriedades.

Porém, Marx odiava D’us e tudo que pudesse representá-Lo, era preciso erradicar a ideia de D’us, a crença em um Ser Supremo, criador de todas as coisas, da mente e dos corações das pessoas. Mas como odiar algo ao mesmo tempo em que não se acredita na sua existência?

Marx continuou acreditando na existência de D’us mesmo depois de ter abandonado o cristianismo na sua juventude. Mesmo depois de ter deixado uma vasta obra literária confessando a sua fé. Algo misterioso aconteceu naquela fase, depois do magistério, como o girar de uma chave; o jovem e fervoroso cristão Marx, de repente, da noite para o dia, se tornou o inimigo de D’us e se uniu a Satã com a ambição de se vingar de D’us. E deixou isso registrado em um poema daquela época.

Desejo vingar-me d’Aquele que governa lá em cima

Antes de sua rebelião, antes de adotar o nome Karl Marx, Herschel Mordechai vivia com sua família abastada, sem preocupações nem sofrimentos.

Eleanor-Marx.jpg

No livro “O Mouro e o General, Recordações de Marx e Engels” há o relato de que Marx contava histórias horríveis para as suas filhas pequenas com conteúdo satânico envolvendo pactos com o demônio. A autora do livro era Eleanor, uma das filhas de Marx, relatando suas experiências com o pai.

Karl Marx acabou usando o socialismo como um estratagema para inserir nos proletários e intelectuais todo o seu ideário satânico. Os próprios soviéticos adotaram o slogan “Vamos expulsar os capitalistas da terra e Deus do céu”. Cumprindo assim a herança maldita de Karl Marx.

Não nos iludamos, há nesse mundo homens e mulheres que são instrumentos nas mãos das potências malignas, e a missão dada a essas pessoas, não importando os meios, é uma só; trazer o inferno na terra.


Mateus Machado

Teve Simioto na infância. Publicou livros de Poesia. É a favor do caos criativo. Detesta propagandas de cerveja. Não vê esperanças na política e nos demais centros de poder. Não tem ideologias. Fã do John Coltrane, Lou Reed, Cartola e São Francisco de Assis. Apaixonado por música, literatura, cinema & gatos. Mora em qualquer lugar..
Saiba como escrever na obvious.
version 11/s/sociedade// @obvious, @obvioushp //Mateus Machado