SAMUEL ANTUNES

Igual a você, vivo por aí a duras penas.

DESCULPE O TRANSTORNO, MAS PRECISO FALAR DA IRONIA

Talvez tudo seja culpa dessa época irônica que nos obriga a sermos pessimistas. Dizemos 1 e fazemos B. Temos verdades na ponta da língua, mas longe das mãos. Gritamos Fora Temer, sem devolver o troco que, por engano, veio a mais.


ironia.jpg

Não pude deixar de notar a enorme quantidade de comentários - escritos, em sua maioria, pela ala feminina - sobre o texto, onde Gregório Duvivier relembra sua relação com a ex, Clarisse Falcão.

Os comentários, que vão desde um tímido 'Own que lindo' até um declarado '#QueroUmAmorDessesPraMim', revelam a ironia dessa fome de gregorismo.

Muitas mulheres (e não incluo você, que não se sente parte desse ‘muitas’) dizem querer um amor igual aquele descrito, mas excluem de suas vidas quem, segundo elas mesmas, são ótimos amigos ou reparadores. Esta classe muito específica de mulheres, quase sempre (e quase sempre não é sempre) é atraída pelo tipo canalha, que se não é de fato mau-caráter, vive se equilibrando na linha tênue que separa quem sim de quem não.

Existe um preconceito enorme sobre o comportamento masculino, principalmente no tocante às relações, vide a maioria das postagens e mensagens sobre resiliência amorosa, sempre ser direcionada ao público feminino, como se toda tragédia fosse fruto maldito da incapacidade dos homens se relacionarem em qualquer nível além da esbórnia.

Talvez tudo seja culpa dessa época irônica que nos obriga a sermos pessimistas. Dizemos 1 e fazemos B. Temos verdades na ponta da língua, mas longe das mãos. Gritamos Fora Temer, sem devolver o troco que, por engano, veio a mais.

Parem um momento pra pensar: quem vocês estão afastando e quem estão mantendo por perto? Afinal, a mais antiga lei do universo ainda é o mesmo axioma da agronomia: nós colhemos o que nós plantamos.


SAMUEL ANTUNES

Igual a você, vivo por aí a duras penas..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/sociedade// @obvious, @obvioushp //SAMUEL ANTUNES
Site Meter