a hora e a vez

"Os espaços entre os abraços, guarda-me apenas uma fresta". Ana Carolina

Marcos Martins

Estudante de Publicidade e Propaganda (Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium - UniSALESIANO) e funcionário público da cidade de Sud Mennucci-SP (Secretaria Municipal de Educação). Gosto de escrever sobre comunicação, tecnologia, artistas e literatura. Loucamente apaixonado por livros, música e culinária. Amo estar entre amigos e familiares!

  • 6158ramalho.jpg
    Eu vou te jogar num pano de guardar confetes e o amor Chuva de Verão

    Falar de amor não é coisa fácil, mesmo assim todos querem falar sobre o assunto. Todo escritor, em algum momento da vida, deparou-se com o desejo de expressar através das palavras sobre esse sentimento tão múltiplo e incerto. Todos querem inspiração para falar de amor, seja ele correspondido, não correspondido, virtual, casual, enfim; neste caso falaremos dos amores de carnaval, do amor fugaz, conhecido como "Chuva de Verão".

  • big_401925_7227_addio-oscar-niemeyer1.jpeg
    Os inúmeros estereótipos empregados aos cursos universitários

    Os pseudo-revolucionários são, com certeza, os alunos de História ou Geografia, esses cursos que a nota de corte é sempre baixa e a concorrência no vestibular... mínima, qualquer uma passa. Usam camisetas com o ícone do Che-Guevara e normalmente são comunistas, contra o sistema capitalista (mesmo bebendo coca-cola escondidos ou usando cuecas da grife do estilista Calvin Klein), por isso não vão ao barbeador para aparar as gigantescas barbas.

  • size_960_16_9_marilyn-monroe-atriz.jpg
    Luz, Câmera, Loção - A Mídia estereotipando a beleza feminina

    Uma das influenciadoras foi a atriz hollywoodiana Marilyn Monroe, vista nos filmes como um “sex symbol”, ou seja, um símbolo sexual. A partir de então, novos padrões de aparência e beleza foram difundidos na sociedade, estereotipando a beleza natural e particularizada de cada indivíduo. A mulher perfeita passou a ser loira, com cintura fina, extremamente magra, com os olhos claros e marcantes, possuir manequim número 36, e, claro, pesar míseros quilos.

  • blog-máquina-de-escrever.png
    Parte 2: Geração tecnológica-digital e a usabilidade da internet

    O processo de globalização das tecnologias da informação tem propiciado ampla relação de companheirismo entre máquinas e homens, fazendo da geração tecnológica-digital interdependentes da interatividade e da necessidade de compartilhamento de informações nos suportes virtuais, que tornou-se uma sociedade de inteligência coletiva. Esse companheirismo transformou a sociedade global, se antes só existiam os espaços concretos, ou seja, físicos para a sociabilidade, hoje a sociedade espacial está maximizando o impacto da Revolução Informacional na vida das pessoas através da conectividade. É um fenômeno social!

  • adoniran.jpg
    A genialidade linguística nas canções de Adoniran Barbosa

    A linguagem da poesia de Adoniran é caracterizada por um vocabulário com muita informalidade, mas não é uma informalidade qualquer, é uma variação linguística sociocultural marcada pelo regionalismo, linguajar popular e pelas gírias. Muitas vezes sem nenhum prestígio social, porém é este modo errôneo, inculto e popular de ser que configurou a maneira de estar... certa e agradar a todos! Foi com essa característica que Adoniran Barbosa manifestou sua arte, quebrando paradigmas e preconceitos linguísticos.

  • 816087.jpg
    Especialistas afirmam: Sorrir, é a melhor opção, sempre!

    Vamos ser diretos e precisos: sorrir, é a melhor opção, sempre! Não apenas o riso externo, aquele que sai da boca, mas também o riso interior, da alma, do coração. Muitas vezes enfrentamos de frente o leão do desespero, da dor, da desesperança... da aflição, porém esquecemos que acima de tudo o sorriso é como uma armadura, protege e livra da tristeza, ou melhor, alivia, ameniza.

  • Female-Facebook-User.jpg
    A publicização do eu, o umbiguismo e a concepção identitária da geração tecnológica-digital

    Antes, a identidade estava assegurada por algumas características próprias de cada indivíduo, como o nome, o registro de nascimento, o cadastro de pessoa física, entre outros fatores que antes eram permanentes e os identificavam. Diferentemente do que foi apresentado, a identidade, hoje, para as novas gerações é uma questão subjetiva aos conceitos passados.

  • 02.jpg
    A segregação racial e social da TV retratada no filme Hairspray

    Tracy, protagonista da filme, sonha em ser uma das integrantes do "The Corny Collins Show", programa de TV de maior audiência entre os jovens da cidade de Baltimore. Porém, o que Tracy (uma personagem robusta e baixinha, que fugia dos padrões de beleza) não esperava era encontrar a diretora do programa Velma Von Tussle, conhecida como "Srta. Branquela", que abominava negros e pessoas "gordas", e que fazia de tudo para sua filha Amber, branca, magra, loira e com olhos claros, ser a principal atração do show, junto com Link Larkin.

  • tecnolo-720x320.png
    Geração tecnológica-digital e a usabilidade da internet

    A partir de 1980 a meados da década de 1990, nasceram as pessoas da geração tecnológica-digital, nativos digitais ou ainda geração Y. Esses indivíduos cresceram com a modernização das mídias, os amplos progressos comunicacionais, com a convergência dos meios de comunicação por meio da era digital e, principalmente, com a expansão da internet. É a geração da interatividade, da conectividade, da portabilidade, da simplificação tecnológica, da mídia digital. Esta é a base mais significativa dos Nativos Digitais.

  • elenco_sua-vida-me-pertence-19511.jpg
    Geração baby boomer e geração baby bust

    Em meados da década de 40 surgem os baby bommers, termo utilizado para designar o boom (explosão) de nascidos após o término da 2° Guerra Mundial. Em seguida aparece a geração X ou baby bust (fracasso de nascidos, em comparação ao alto índice da taxa de natalidade da geração que antecede) que são as pessoas que nasceram no período da ditadura militar que estava ocorrendo no Brasil.