a poltrona

Crônicas e cápsulas

Wilame Prado

Obrigado pela leitura. Caso tenha gostado, compartilhe o texto com alguém. E escreva para mim no [email protected]

O paraíso é um sofá

Há milhões de oceanos na vida, na terra, em nós. Um instante na vida é muito precioso. Porque acaba rápido. Num piscar. E os oceanos nunca são explorados em sua totalidade.


fundo-do-oceano.jpeg

O paraíso é um sofá, e a gente.

O paraíso só é percebido quando ela fala assim: “não preciso de mais nada além disso, ficar com você.”

A vida é tão complexa quanto. A vida é tão simples como.

Não há necessidade. Não há. Deixe. Deixa pra lá.

E pronto.

Quando estamos vendo um filme e caem duas lágrimas teimosas, é quase nada. Mas há dinheiro que pague aquela correnteza de sentimentos num lapso de segundos? Não dá para descrever.

Ninguém pode sentir por nós. Ninguém sente muito, pelo menos não por nós.

E uma lágrima é um oceano. Há milhões de oceanos na vida, na terra, em nós.

Um instante na vida é muito precioso. Porque acaba rápido. Num piscar. E os oceanos nunca são explorados em sua totalidade. Há mistérios transcendentais nas águas ultraprofundas do mar. O fundo do mar é um trecho de nossa mente.

Formiga pisoteada. Rede social atualizada. Gato bocejando. Chuva despencada. Joelho ralado. Carros destroçados. Vida. Fim. Uma nota no piano. Uma lágrima. Oceano. Momento. Não volta mais. De novo, o instante não voltará. E mais uma vez.

Éramos jovens nas fotos. Éramos bonitos. Envelhecemos juntos. E é isso o que importa. O paraíso é um sofá. E não precisamos de mais nada além do paraíso. A gente. E só.


Wilame Prado

Obrigado pela leitura. Caso tenha gostado, compartilhe o texto com alguém. E escreva para mim no [email protected]
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/recortes// //Wilame Prado