aceita um café

Uma pausa para reflexão em meio a um cotidiano frenético

Renato Oliveira

Romântico em tempos de crise, que tem na noite a sua melhor companhia. Já sonhei muito com a Scarlett Johansson, mas hoje me contento com um coração sincero.
Ainda insisto em crer que o romantismo não está para mulheres como um vestido novo, arrasador, mais que uma vez usado, perde o charme.
Já experimentei de tudo dessa vida, não o bastante para acreditar em finais felizes.

Homem faz amor?

Entre a virilidade e o orgulho, existe um coração que é completamente dela. O difícil é o machão admitir.


tumblr_m32dy6iupr1ru6h9no1_400.jpg Para a maioria dos homens o romantismo costuma ficar entre quatro paredes

Em uma mesa de bar, regada a muita cerveja, conversa um grupo de amigos sobre... Mulheres! Claro!

Em um levantamento rápido sobre o quadro de colaboradoras da empresa, discutia-se as “qualidades” daquela assistente tímida, e o decote provocante da gerente do jurídico. Sobrou até para tia da copa, que segundo o conclave, “ainda dava um caldo”.

É minha amiga! Chulo, eu sei! Mas isso é papo de macho, certo?

Homem que é homem fala de sexo da maneira mais libertina possível. Homem fode, homem mete, homem come, homem trepa... Prazer? Que coxinha! Homem sente Tesão mesmo, com T maiúsculo! Até lembrei do discurso de um companheiro de copo: “Um ser que expele 400 milhões de espermatozoides em uma única ejaculação não pode ter outra função natural que não espalhar sua semente ao maior número de fêmeas possível! ” E olha que ele é antropólogo!

É eu sei, a maioria dos homens morre de medo de admitir a associação dessa explosão de testosterona e virilidade a qualquer tipo de sentimento. E a galera dos trinta não foge à regra.

Culpados somos? É um comportamento natural pra quem cresceu vendo mulheres seminuas em capa de revista; que associou o bom vivant dos famosos e poderosos às beldades que os cercam. Ou ainda os 90% que sonharam em ser jogadores de futebol, para entre outras coisas, sair com a maior quantidade de mulheres possível em carrões de meio milhão. E quanto ao leque de musas oferecidas como troféu nas propagandas de... ops! Cerveja? Olha a associação aí!

É compreensível, minha querida! Fomos orientados desde cedo que nosso pênis não servia só para fazer xixi, que homem que é homem sai com várias, pega todas! Esse é o garoto que orgulha o papai!

Posso até concordar que sexo é bom de qualquer jeito. Mas se meus nobres amigos permitissem, diria a eles que eles não sabem da brincadeira a metade.

amigos.jpg Lugar inapropriado: Muitos acham que falar de sentimento em mesa de bar soa piegas

Homem faz amor sim, e lamento informá-las, mas não são eles, e sim vocês mulheres que nunca terão a dimensão disso.

Da mesma forma que os milhões de espermatozoides são só nossos, também é exclusiva nossa prerrogativa de proteger, cuidar. Somos nós e somente nós que sentimos essa necessidade maluca de servir, de garantir que nada lhes falte, de zelar pra que tudo esteja bem!

Não há maior sensação de paz do que estar com o rosto envolto em cabelos perfumados.

Já saiu pra comprar um cigarro e ao ver uns bombons que ela adora na prateleira, não se conter e pedir meia dúzia deles? Só pra ter a satisfação de ver aquele sorriso de canto surpreso e o prazer único de vê-la mastigar cada chocolate trajada num pijama infantil com o cabelo despenteado? É, ela é perfeita e a noite promete uma sessão calorosa de... amor, e não sexo!

E a cada ato você só tem mais certeza disso. No olhar cruzado a cada movimento, que te puxa, te suga e te faz se sentir refém, por completo. Ou quando ela segura forte nos seus cabelos, pouco acima da nuca, só pra te dar a certeza de que você não é mais seu e sim dela. E quanto mais prazer você sente, maior é a vontade de servi-la. Não, nenhuma ‘gozada’ vai ser tão explosiva quanto a sensação de satisfazê-la. Nenhum tesão (dessa vez com t minúsculo mesmo) se compara a essa junção de prazer e sentimento.

E depois de um orgasmo maravilhoso, você tem certeza que entraria na frente de uma bala por ela, que destruiria qualquer um que ousasse tocar um único fico de cabelo. Que enfrentaria todos os problemas do mundo, desde que ela estivesse lá, esperando por você.

E é assim que homens fazem amor. Sem musiquinhas ao fundo, mas completamente dominados.

E eu tenho certeza que todo botequeiro de trinta e poucos sabe disso, inclusive os meus amigos. Mas não vão admitir isso nunca!

Afinal, eu sou macho pô!


Renato Oliveira

Romântico em tempos de crise, que tem na noite a sua melhor companhia. Já sonhei muito com a Scarlett Johansson, mas hoje me contento com um coração sincero. Ainda insisto em crer que o romantismo não está para mulheres como um vestido novo, arrasador, mais que uma vez usado, perde o charme. Já experimentei de tudo dessa vida, não o bastante para acreditar em finais felizes. .
Saiba como escrever na obvious.
version 5/s/recortes// @obvious //Renato Oliveira