Vanelli Doratioto

Vanelli Doratioto é escritora e autora desse e de outros textos que podem ser lidos em sua página no Facebook. Ela espera todos vocês por lá (www.facebook.com/vanellidoratioto)

10 filmes absurdamente apaixonantes gravados na Itália

A Itália é um país fascinante por suas belezas naturais, história, culinária e forma apaixonada de tocar a vida. Existe uma aura especial que cerca as terras italianas, como se nelas fosse mais fácil descobrir quem realmente somos. Os filmes selecionados a seguir falam, de uma forma geral, de amores e descobertas. Eu diria que cada um deles é apaixonante a seu modo. Preparem a pipoca e agarrem a taça de vinho! (Vanelli Doratioto)


A Itália é a terra da descoberta. Muitos vão até lá buscando se encontrar. E quando nos encontramos, quando nos deixamos inundar pelo amor-próprio, fica muito mais fácil deixar-se envolver pela beleza da vida. Muitos dos filmes a seguir falam de mudanças que subvertem a nossa forma de ver e viver a vida. Alguns estão disponíveis na Netflix e outros na internet! Espero que gostem da lista!

1- Beleza Roubada / De: Bernardo Bertolucci, Reino Unido, França e Itália, 1996

beleza.jpg

O filme Beleza Roubada do diretor Bernardo Bertolucci é uma obra belíssima e cativante, seja por seu cenário magnífico, a Toscana na Itália, que serve de inspiração para qualquer um, quanto por seus personagens marcantes. Após o suicídio de sua mãe, uma jovem de 19 anos (Liv Tyler) viaja para a Itália com o propósito aparente de reencontrar alguns amigos e ter o seu retrato pintado, mas na verdade ela quer rever o jovem em quem ela dera o seu primeiro beijo, quatro anos antes. Simultaneamente, ela pretende decifrar um enigma encontrado no diário da sua mãe. Um filme que fala de forma bonita sobre a perda da virgindade, assim como da juventude e sua delicada forma de enxergar a vida

2- Pão e Tulipas / De: Silvio Soldini, Itália – França, 2000

a077245e2e01dbdd741def09dab36bec.jpg

Rosalba, uma dona de casa de Pescara na Itália, viaja numa excursão de ônibus com sua família. Ao parar em um restaurante de beira de estrada, ela é esquecida pelo marido e pelos filhos. Uma situação propícia para ela fazer o que sempre quis: conhecer Veneza, a cidade dos seus sonhos. Promovendo diversas reflexões, a trama nos convida a pensar sobre como interagimos com o mundo, em como por vezes nos acomodamos, em nossos sonhos esquecidos, em nossa necessidade ambígua de “voar em segurança”. O filme fala, de uma forma delicada, daquela necessidade de mudança que nos causa medo. Eu diria que a autodescoberta é o ponto forte do filme. Nele até mesmo Veneza é retratada bem diferente do que vemos nos cartões postais.

3 – Malena / De: Giuseppe Tornatore, Itália – EUA, 2001

monica-bellucci-malena-hd-photo.jpg

Em 1941, em plena Segunda Guerra Mundial, nada acontece na sonolenta Castelcuto, um vilarejo da costa siciliana. Ali vive Renato (Giuseppe Sulfaro), um garoto de 13 anos que de repente tem sua vida transformada radicalmente por uma descoberta que irá marcá-lo para sempre: uma avassaladora paixão por Malena (Monica Bellucci). Recém chegada no local e sem o marido, supostamente morto na guerra, cada passeio seu se transforma num espetáculo à parte. Um filme inesquecível que conta com a guerra como plano de fundo para um primeiro amor. Filme disponível na Netflix.

4 – Sob o Sol da Toscana / De: Audrey Wells, EUA – Itália, 2004

toscana.jpg

Frances Mayes, interpretada por Diane Lane, é uma escritora que vive em São Francisco até se divorciar. Ela recebe como presente de amigas um pacote turístico para a Itália. Durante a excursão, Frances passa pela Toscana e num momento mágico resolve comprar uma casa com mais de 300 anos. Enquanto ela cuida de sua nova casa acaba conhecendo muitas pessoas, aprende a viver à moda italiana e se apaixona pela vida. O filme foi inspirado no livro “Sob o Sol da Toscana – Em casa na Itália” escrito por Frances.

5 – De encontro com o amor / De: Brad Mirman, França, Reino Unido, Itália, 2005

maxresdefault.jpg

Um aspirante a escritor decide trilhar um caminho em busca de seu ídolo e inspiração. Para tanto, Jeremy (Joshua Jackson) vai parar na Itália, em um refúgio rural onde vive o escritor Weldon Parish (Harvey Keitel) e suas filhas. No local, o jovem começa a ver que nem tudo que o escritor faz é de acordo com o que ele diz, e passa a conhecer um outro lado do seu ídolo. De quebra, Jeremy se apaixona por Isabella (Claire Forlani), filha de seu mestre. Um filme delicado, com muito romance e paisagens lindíssimas principalmente da pequena cidade de Chiusi, na província de Siena, na Toscana italiana.

6- O Turista / De: Florian Henckel von Donnersmarck, EUA – França, 2010 turista.jpg

Com dois nomes de peso no elenco (Angelina Jolie e Johnny Depp) esse filme tem sua segunda parte rodada completamente em Veneza, apresentando ângulos que, além de engrandecerem as cores da cidade, transportam o espectador para dentro dela. Na trama, Jolie faz uma criminosa perseguida pela polícia francesa que acaba usando um professor universitário, vivido por Deep, como disfarce para sua fuga até Veneza. Filme disponível na Netflix.

7- Comer, Rezar, Amar / De: Ryan Murphy, EUA, 2010

1381765711_large.jpg

Julia Roberts está espetacular nesse filme interpretando a escritora norte-americana Elisabeth Gilbert que resolve se divorciar e largar tudo, seguindo para a Itália, Índia e Bali. Em sua última parada conhece um brasileiro que faz seu coração bater mais forte. O filme é uma biografia encantadora da escritora e dentre outras locações mostra a Itália de um jeito carinhoso, como uma mãe que recebe a todos com muita espontaneidade e boa comida. É em Roma que Elisabeth aprende o “dolce far niente”, ou “o prazer de não fazer nada”. Esse filme foi inspirado no livro de mesmo título escrito por Elizabeth. Disponível na Netflix.

8 – Cartas para Julieta / De: Gary Winick, EUA, 2010

letters-to-juliet-339017949.jpg

Sophie (Amanda Seyfried) é uma aspirante a escritora que viaja para a Itália ao lado do noivo, Victor, (Gael García Bernal), que sonha em ter seu próprio restaurante. Em Verona, onde se passou a história de Romeu e Julieta, Sophie descobre uma antiga carta de amor e junta-se a um grupo de voluntárias que responde estas missivas amorosas. Uma comédia romântica que conquista também pelas belas paisagens da Província de Verona e da cidade de Siena. E, incrivelmente, existe na Itália um grupo que responde voluntariamente cartas endereçadas à Julieta. Quem quiser conselhos pode escrever uma carta ou um e-mail endereçado às ajudantes de Julieta. Os voluntários encaminham a resposta na língua natal do remetente. O livro de mesmo título do filme, escrito por Lise Friedman e Ceil Friedman conta tudo sobre as cartas e vale muito a pena também. Filme disponível na Netflix.

9 – Cópia Fiel / De: Abbas Kiarostami, Bélgica – Itália – França, 2011

copia_fiel.jpg

James Miller é um filósofo inglês que vai a uma pequena cidade da Toscana apresentar seu livro sobre o valor da cópia na arte. Chegando lá, encontra Elle, uma francesa que é dona de uma galeria de arte. Entre as paisagens românticas, o verde particular e as cidadelas medievais, os atores William Shimell e Juliette Binoche, que formam um casal bastante incomum, propõem o repensar do amor, das relações e de como desejamos realmente que as nossas vidas sejam (originais ou cópias). Um filme o qual podemos ver várias vezes, acumulando em cada uma delas mais perguntas do que respostas. Direção impecável do iraniano Abbas Kiarostami.

10 – Um Sonho de Amor / De: Luca Guadagnino, Itália, 2011

jil-sander2.jpg

Emma Recchi (Tilda Swinton) deixou a Rússia para seguir Tancredi (Pippo Delbono), que a pediu em casamento. Com o passar dos anos ela se torna mãe de três filhos e se acostuma à vida repleta de luxo, mas com pouca paixão. Um dia, em meio a uma festa, ela conhece Antônio, com quem posteriormente inicia um romance. Um Sonho de Amor tem a Itália atual como ambiente, mas o cenário é o de uma aldeia global. O filme trata de um tema universal, a libertação feminina. Fala da sexualidade da mulher e do domínio dela sobre seu corpo e mente. Fala da possibilidade de seguir por caminhos que levem à felicidade. Disponível na Netflix.

Acompanhe a autora Vanelli Doratioto


Vanelli Doratioto

Vanelli Doratioto é escritora e autora desse e de outros textos que podem ser lidos em sua página no Facebook. Ela espera todos vocês por lá (www.facebook.com/vanellidoratioto).
Saiba como escrever na obvious.
version 18/s/cinema// @obvious, @obvioushp //Vanelli Doratioto