além de sons e letras

música, histórias e literatura

Camila Bertelli

Respirando música, literatura e café, se arrisca a escrever para espantar o que há de ruim e eternizar o que ama. Tem os pés sempre prontos para a estrada e a cabeça quase sempre na lua

  • homem-invisível-2-400x400.jpg
    ESBOÇO DO INVISÍVEL

    Era necessário partir, simplesmente partir, sem despedidas ou qualquer tentativa de explicação,mas quem leria sua carta escrita em letras de forma, tortas, com caneta quase sem carga, marcada de sangue feito ele mesmo se a deixasse sobre a mesa? Agora não importava mais.

  • rubem.maior.jpg
    A POESIA QUE MORA DENTRO DA GENTE

    Há sentimentos que já fazem morada em nós, mas é preciso que sejam despertados do sono da rotina para que assim também estejamos acordados para o que a vida nos oferece. Um acordo entre poesia e liberdade de pensamento, essa é a fórmula utilizada por Rubem Alves que permanece ao alcance de mentes que ousam se abrir para a beleza e a sensibilidade.

  • be39f54cada8b37c63a10a06699d3668.jpg
    O TEMPO E SEU OFÍCIO DIVINO

    Para ler ouvindo "Oração ao Tempo" de Caetano Veloso

    O tempo tem um grande e irremediável poder com o qual devemos aprender a lidar e, sobretudo, respeitar. Somente deixando que ele cumpra o seu papel é que nossa história poderá seguir por rumos desejados ou novos e surpreendentes caminhos.

  • Foto de Claudio Machado - 2009.jpg
    OS PORQUÊS DAS CANÇÕES QUE AMAMOS

    Há sempre uma história por trás de uma música, seja a de seu processo de composição, seja o que levou o autor a escrevê-la, ou uma simples ideia que lhe veio à mente. Em meio às possibilidades em torno da origem dos versos, há a curiosidade de quem ouve. E quem nunca se questionou sobre o porquê da letra de uma canção?

  • Thumbnail image for Thumbnail image for 2-1.jpg
    Quantas Camilas além da canção?

    De clássico do rock nacional a tema de artigo científico sobre a violência contra a mulher, a música escrita por um integrante da banda gaúcha Nenhum de Nós e eternizada nos anos 80, é um exemplo de como um tema importante pode ser trazido à tona através de manifestações artísticas para discutir e, por que não, para alertar. “Camila Camila” é um grito que nos pega pelos ouvidos.