alfredo passos.br

Cinema e Literatura

Alfredo Passos

Alfredo Passos, professor universitário, autor de livros, blogueiro, adora livros, cinema, música e andar a cavalo. Mais sobre autor em http://about.me/alfredopassos

Personagem de O Poderoso Chefão II revive na política americana atual

Ao ser chamado para depor na comissão do congresso americano, Credico disse que Stone falou para ele pleitear a quinta emenda (não incriminar a si mesmo) e fazer o mesmo que Frank Pentangeli fez em O Poderoso Chefão II.


Roger Stone, um amigo de longa data e aliado do presidente Donald Trump, foi considerado culpado recentemente por mentiras ao Congresso sobre sua busca por e-mails russos que prejudicaram a candidatura de Hillary Clinton às eleições de 2016.

Stone mentiu ao Congresso sobre suas conversas sobre o WikiLeaks com o apresentador de rádio de Nova York e comediante Randy Credico - que marcou uma entrevista com o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, em 2016.

190125-Woodruff-Stone-vs-Credico-tease_met3kj.jpg

Ao ser chamado para depor na comissão do congresso americano, Credico disse que Stone falou para ele pleitear a quinta emenda (não incriminar a si mesmo) e fazer o mesmo que Frank Pentangeli fez em O Poderoso Chefão II.

O filme “O Poderoso Chefão II”

god2PACINO cartaz.jpg

Al Pacino in The Godfather: Part II (1974)

The Godfather Part II (no Brasil: O Poderoso Chefão Parte II /em Portugal: O Padrinho: Parte II) é um filme americano de 1974 dirigido por Francis Ford Coppola.

É uma sequência do filme The Godfather, de 1972, ambos com roteiro baseado no romance de Mario Puzo. No elenco do filme estão: Al Pacino, Robert Duvall, Diane Keaton e Robert De Niro.

O filme foi considerado "culturalmente, historicamente ou esteticamente significante" e selecionado pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos para ser preservado no National Film Registry.

O Poderoso Chefão II acontece três anos após os acontecimentos da primeira parte da saga da família Corleone, que terminou em 1955, onde são contadas duas histórias paralelas.

A primeira é a continuação de The Godfather. Agora, Michael está mais maduro e ousado no controle da família, e os Corleones tentam expandir seu império atuando na costa oeste dos Estados Unidos. Paralelamente, o filme apresenta toda a infância e a mocidade de Vito Andolini, que mais tarde seria conhecido como Don Vito Corleone.

Após a máfia local matar sua família, o jovem Vito (Robert De Niro) foge da sua cidade na Sicília e vai para a América. Já adulto, em Little Italy, Vito luta para ganhar a vida (legal ou ilegalmente) para manter sua esposa e filhos.

Ele mata Don Fanucci (Gastone Moschin), que exigia dos comerciantes uma parte dos seus ganhos. Com a morte de Fanucci, o poderio de Vito cresce muito, mas sua família (passado e presente) é o que mais importa para ele.

Do outro lado, temos o legado de família que vai até os enormes negócios que, nos anos 50, são controlados pelo caçula, Michael Corleone (Al Pacino).

Agora situado em Lago Tahoe, Michael planeja fazer, por qualquer meio necessário, incursões em Las Vegas e Havana, instalando negócios ligados ao lazer, mas descobre que aliados como Hyman Roth (Lee Strasberg) estão tentando matá-lo. Crescentemente paranóico, Michael também descobre que sua ambição acabou com seu casamento com Kay (Diane Keaton) e até mesmo seu irmão Fredo (John Cazale) o traiu.

Escapando de uma acusação federal, Michael concentra sua atenção para lidar com os seus inimigos, mas se vê sozinho no fim.

Frank Pentangeli

Robert Duvall and Michael V. Gazzo in The Godfather Part II 1974.jpg

Robert Duvall and Michael V. Gazzo in The Godfather Part II 1974

O personagem “Frankie Cinco Anjos” acredita que foi Michael quem deu aos irmãos Rosato ordens para matá-lo. Por esta razão, Pentangeli decide testemunhar contra Michael em um julgamento no qual ele é acusado de ser o chefe de uma família do crime. Mas, Michael descobre que o comitê pretende chamar Pentangeli como uma testemunha surpresa para contradizê-lo e dizer que ele é um chefe do crime.

Por sua vez, Pentangeli fornece uma declaração juramentada aos investigadores do FBI afirmando que Michael é o chefe da família mais poderosa da máfia no país, controla praticamente toda a atividade de jogo na América do Norte, e ordenou inúmeros assassinatos. Michael sabe que a custódia protetora de Pentangeli é muito segura para atentar contra sua vida antes de testemunhar. Em vez disso, Michael viaja com o irmão de Pentangeli, Vincenzo, vindo da Sicília, para juntos comparecem à audiência na qual Frank está programado para testemunhar.

penta.png

Michael V. Gazzo interpretou Frank Pentangeli. Foto: Paramount Pictures

Vincenzo e Frank trocam um olhar silencioso antes da audiência. Assustado, Frank desiste de suas declarações anteriores, dizendo que "disse aos caras do FBI o que eles queriam ouvir", e agora afirma que a família Corleone é inocente de qualquer ato ilícito, o que caracteriza perjúrio perante a comissão do Senado. Este testemunho pega o comitê completamente desprevenido.

Após a audiência, o conselheiro da família Corleone, Tom Hagen (Robert Duvall), visita Pentangeli, que se encontra sob custódia. Hagen conta a Pentangeli, uma história sobre como os traidores na Roma antiga poderiam poupar suas famílias: cometer suicídio. Mas, garante que Michael cuidará de sua família, se ele se matar. Pentangeli agradece a Hagen, retorna aos seus aposentos e corta seus pulsos enquanto toma banho.

O personagem Frank Pentangeli foi vivido por Michael Vincenzo Gazzo (5 de abril de 1923 - 14 de fevereiro de 1995), um dramaturgo americano que mais tarde se tornou ator de cinema e televisão.

The Godfather Part II recebeu onze indicações ao Oscar, ganhou em seis categorias, incluindo Melhor Filme, Melhor Diretor (Coppola), Melhor Ator Coadjuvante (De Niro) e Melhor Roteiro Adaptado (Coppola e Puzo), se tornando a primeira sequência a ganhar na categoria de Melhor Filme.


version 1/s/// @obvious, @obvioushp //Alfredo Passos