amarse

A vida é mesmo uma coisa efêmera

Ana Karoline

Estudante de psicologia , aos 21 anos tive a minha primeira publicação em jornal. Apaixonada pelo comportamento humano e fascinada por neurociência. Sonhadora, desbravadora e as vezes exagerada. Ridiculamente bem humorada, e amante da vida e de pessoas resilientes.

A história de saúde pública no Brasil


O Brasil era considerado um paraíso terreno, quando os colonizadores aqui chegaram. As belezas tropicais, o clima a saúde e vigor dos índios encantavam. Mas, toda essa imagem logo foi substituída, a colônia, passou a ser considerada um “inferno”, pois os que aqui habitavam, eram portadores de doenças, onde havia portanto, pouca chance de sobrevivência.

Mediante o projeto de colonização e o medo das doenças interferir nesse processo, foi determinado que o Brasil tivesse um melhor cuidado em relação a saúde de seu povo, para isso o conselho ultramarino, responsável pelas colônias, criou o cargo de físico Mó, e cirurgião Mó, para estes foi lhes dados a incumbência de cuidar da saúde do Brasil.

Existiam muitas dificuldades para instalar os cuidados em saúde na colônia, pois os médicos sentiam uma certa repugnância em vir para a colônia , os motivos eram diversos desde os baixos salários, até o medo de infectar-se com as doenças.

Coroaçao_pedro_I_001.jpg.

Por isso nessa época predominavam os cuidados em saúde, com grande participação dos curandeiros, pois os ricos e os pobres davam preferência aos médicos indicados por eles. Naquela época houve um grande surto de varíola, que levava aos bexiguentos, a isolação, as vezes era necessário a retirada dos doentes do meio dos sadios, isso levava na maioria das vezes a morte.

Com a chegada da família real ao Brasil, foi necessário, mudar o cenário que o Brasil se encontrava, o Rio de Janeiro sede do império lusitano, passou então por uma série de reformas. Para isso foram criadas as primeiras escolas de medicina que posteriormente foram transformadas nas primeiras escolas de medicina do pais. As doenças continuavam se disseminando, nas reuniões médicas algumas hipóteses começam a surgir, uma delas estava relacionada aos portos, acreditava-se que os navios vindo com estrangeiros seriam os principais causadores das doenças, outra teoria, era a teoria miasmática, acreditava-se que, que os ventos corrompidos vindo dos mares, pairava sobre a cidade contaminando –a.


Ana Karoline

Estudante de psicologia , aos 21 anos tive a minha primeira publicação em jornal. Apaixonada pelo comportamento humano e fascinada por neurociência. Sonhadora, desbravadora e as vezes exagerada. Ridiculamente bem humorada, e amante da vida e de pessoas resilientes. .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// @obvious, @obvioushp //Ana Karoline