ana gabriela rebelo

Crônicas, cartas e bilhetes no papel de pão

Ana Gabriela Rebelo

Crônicas, cartas e bilhetes no papel de pão...
Ana Gabriela Rebelo
[email protected] e @Ana.Cravo.Ana.Canela ;))

TECHNO- bichinhos: crushs-robôs, aplicativos e telas nas janelas

Mozão e relacionamentos "sem rabos" são negócios que andam mesmo muito arriscados, e talvez isso venha de um desarranjo estrutural de incompatibilidades entre sangue e Wireless. Ainda podemos sonhar e baixar aplicativos, netflix, popcorn, pôr telas nas janelas e pedir pizzas_ Acho que a modernidade é isso: + leds – riscos.


4936790096_0584c4d6e4_b.jpg

Se o peixinho brilhar de LED e fizer barulhos digitalizados é porque você está no século XXI, isso significa que o seu bichano orgânico é meramente opcional. Quando eu era pequena, no início dos anos 90 na cidade do Rio de Janeiro, andava pelas ruas ao redor de casa puxando um pequeno cachorro de pano esganado com um cinto de couro pelo pescoço. No natal, escrevendo a carta ao senhor Noel, eu sempre pedia um cachorro de verdade, mas a mamãe dizia ao Noel que não podia me dar o cachorro. _Por que? Porque cachorro suja, faz cocô, xixi, respira, solta pelo, pum e tem que passear e comer e tudo mais que daria muito trabalho à ela. Por isso ganhei uma tartaruga.

3796250510_12ab846e9b_b.jpg

Se eu tivesse nascido depois seria mais fácil, ou então poderia ter nascido direto no Japão já que as tecnologias de lá estão anos luz além da nossa vida orgânica. Os japoneses consomem animais robôs, humanos robôs e até mesmo os rabos robôs. Se você não sabe no que consiste um rabo robô, é porque precisa conhecer melhor outras pessoas e essa engenhosidade do mundo moderno pode te ajudar nessa tarefa. Basta acoplar o charmoso acessório ao seu quadril e sair por aí, assim que você avistar uma pessoa que te agrada o rabo robô irá automaticamente abanar e assim seu crush (robô?) saberá que pode se aproximar sem maiores riscos.

Se eu tivesse nascido hoje poderia recorrer a techno-bichinhos mais sofisticados que os tamagotchis, poderia ter uma foca bebê com saída USB que se move e respira mexendo sua pelugem quentinha enquanto dorme no meu colo. Quando era pequena já quis também ter cavalinhos e uma vez sonhei com dois pequeniníssimos elefantes que brincavam na minha sala. Até hoje gostaria que fossem reais, ainda que não tenha mais a vontade incontrolável de ter animais domésticos que me fazia estrangular bichos de pano pelas ruas.

46780392715_cf95d76283_k.jpg

Acho que hoje teria um gato, um gato e nada mais. Um bichano orgânico mesmo, porém moderninho_ que ele assistisse Netflix comigo, me incomodasse na hora do café e jogasse aplicativos no seu tablet, isso bastaria. O clássico moderno para gatos antenados é o caça peixes de led, diversão garantida para uma bela farra de apartamento entelado. Mozão e relacionamentos sem rabos são negócios que andam mesmo muito arriscados, e talvez isso venha de um desarranjo estrutural de incompatibilidades entre sangue e Wireless. Ainda podemos sonhar e baixar aplicativos, netflix, popcorn, pôr telas nas janelas e pedir pizzas_ Acho que a modernidade é isso: + leds – riscos.


Ana Gabriela Rebelo

Crônicas, cartas e bilhetes no papel de pão... Ana Gabriela Rebelo [email protected] e @Ana.Cravo.Ana.Canela ;)).
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Ana Gabriela Rebelo