animar

A vida pede ação, a alma atenção.

Ligia Santos

Estudante de psicologia, ama escrever e adora boas rimas. Gosta de passar o tempo ouvindo boas composições musicais e se diverte assistindo seriados, filmes e programas de culinária. Gosta de observar e ouvir boas histórias.Tem fé em Deus, na vida, nas pessoas e no futuro

  • tumblr_lwo9hlyb4a1r289s2_large.jpg
    A bravura é o componente reanimador feminino

    Toda mulher valente já foi tida como brava ou mesmo selvagem, porém estes termos podem (e tem) significados muito mais interessantes e relevantes. Diz respeito à saúde, liberdade, amor e coragem do feminino.

  • td.jpg
    Frozen: A união do feminino como meio de salvação

    A salvação só poderia vir de um ato de amor, este que não veio de um príncipe, mas de uma irmã. A rainha da história tem o poder de congelar as coisas e ela não tem uma figura masculina ao seu lado, Elsa foi contida, mas é poderosa. Junto de Anna, ambas tornam-se as representantes da destreza feminina.

  • hhh.jpg
    Todo Pai é importante, independente da Ausência

    Toda criança tem um pai, seja ele responsável e ciente de seu papel ou ausente. É necessário tratar do assunto com transparência, sem romantizar a falta e nem dar uma responsabilidade extra para as mães. Libertar a história familiar é lidar com a verdade, esta que pode doer, mas acaba por fazer um grande bem.

  • Thumbnail image for filme-demência.jpg
    Inside Alive: A força reanimadora da música

    “A música pode ligar as pessoas com o que elas foram quem elas são e suas vidas. Porque quando ficamos velhos, todas as coisas familiares e as nossas identidades são arrancadas de nós.”
    Dan Cohen

  • Pack Enrolados (13).png
    Enrolados: A influência materna negativa e libertação de Rapunzel

    A antiga história de Rapunzel foi novamente contada no cinema, através do filme ‘Enrolados’. Flynn Ryder é quem narra o conto no início, ele diz que a história é de como ele morreu, mas que, contudo, ela é divertida, pois na verdade é a trajetória da Rapunzel. Interessante porque a relação que os dois desenvolvem culmina realmente em mortes, não físicas, mas de antigos “eus”, o que é muito necessário e extremamente saudável.

  • ti.jpg
    “Ficar pra titia” é começo, não desfecho

    Ser tia é uma atribuição fraterna e de ternura, é ação real e titular. Estar solteira neste período torna-se motivo para as pessoas acharem que a mulher está no fim da vida, quando ocorre justamente o contrário. “Ficar pra titia” é ter infinitas chances de viver um amor genuíno, é carregar aprendizados e ter sua vida transformada, com a verdadeira consciência de que o senso comum não é páreo para uma mulher que encara e completa este termo como ela bem quiser.

  • engenho_de_dentro_still_photo_por_vantoen_p_jr_94_1344310860.jpg
    Nise - O Coração da Loucura, a arte da coragem

    O filme Nise - O Coração da Loucura, dirigido por Roberto Berliner, conta um pouco da trajetória profissional desta mulher que revolucionou a forma de tratar pessoas com sintomas psicóticos. Com uma coragem digna de respeito e uma fé no ser humano, Nise promoveu a cura pela arte.

  • mu.jpg
    Digna és tu, mulher

    Diante de tantas fragilidades, condutas e atitudes, a mulher, por vezes, permite que sua essência fique omitida e desta forma, o outro passa a interferir de maneira contundente. Porém, é preciso retornar para si mesma e ver que há beleza no seu interior, há dignidade na vida, mulher!

  • bauman121.jpg
    Amar é Abalar-se

    “A tentação de apaixonar-se é grande e poderosa, mas também o é a atração de escapar. E o fascínio da procura de uma rosa sem espinhos nunca está muito longe, e é sempre difícil de resistir (...). Investir no relacionamento é inseguro e tende a continuar sendo, mesmo que você deseje o contrário: é uma dor de cabeça, não um remédio.” Zygmunt Bauman

  • lx.jpg
    Conhece-te e transforme em si mesmo

    As diferenças têm sido vistas como monstruosidades que devem ser evitadas, desde as vestimentas até as vontades precisam seguir padrão, porém cada ser humano é singular e plural, ao mesmo tempo. É preciso o autoconhecimento para que a essência não perca a sua olência vital. Diante de uma sociedade assim, ter verdadeiramente uma identidade é um ato glorioso.

  • merida14.jpg
    Valente: A Redenção da Cumplicidade e a Personificação da Bravura Feminina

    Merida é uma princesa, porém não quer encontrar um príncipe nem se casar, gosta de cavalgar, arco e flecha e deseja ardentemente a liberdade. Entretanto, na tentativa de mudar seu destino as coisas se complicam e ela inicia uma jornada que transformará sua vida. Merida é a personagem contemporânea que representa a valentia feminina e sua história é também um conto do resgate da união entre mãe e filha.

  • FILHOS DO PARAÍSO.jpg
    Irmandade: O Vínculo do Alicerce

    Só quem tem irmão sabe das dores e dos amores. Esta relação que é a nossa primeira escola, por onde aprendemos a conviver com as diferenças, a dividir o mesmo espaço, a sentir raiva e amor com a mesma intensidade. Ter irmãos é estar eternamente fincado no eixo de casa, é azar e sorte grande.

  • free.jpg
    O Medo da Tristeza é o Aprisionamento de uma Vida

    A tristeza ensina, e aqueles que aprendem com ela se tornam sábios, pois é o que há de mais difícil na atualidade. Na cultura da difusão de felicidade, muitos esquecem o verdadeiro sentido da vida, disfarçando aquilo que ainda não é livre: suas emoções, sentimentos e a si próprio. Só é feliz aquele que conhece a tristeza pessoalmente.

  • patinho_cisne.jpg
    O Patinho Feio e a sua busca pessoal

    A busca incessante por uma turma, um lugar no mundo acontece, muitas vezes, pela necessidade de reconhecimento pessoal e através da construção da identidade. E, é na família onde se inicia este processo inclusivo, é neste âmbito que as pessoas geralmente descobrem como iguais ou diferentes. Na história “O Patinho Feio” é possível enxergar essa busca por integração e por sua própria turma.

  • lacos_amor.jpg
    A importância do apego nas relações sociais

    Apegar, criar laços, ligar, são elementos encontrados nos relacionamentos sociais, seja na amizade, no amor, no trabalho, na família, as pessoas procuram aconchego e sim, esta é uma necessidade humana. E a vida é constituída de pedaços, lembranças e vivências, desde as mais remotas e alegres até as mais inconscientes e tristes. Desta forma, o apego é necessário.

Site Meter