aprecie sem moderação

Amor, livros, arte... Algumas coisas são melhores em grandes doses!

Carolina Borba

Leitora desde que eu me conheço por gente, meu universo são os livros, as histórias que vivo sem sair do quarto, os personagens com personalidade tão diferentes que eu experimento, as vidas que eu, a cada página, pego emprestado!
Também brinco no blog Culta Insensatez.

Beleza não se põe à mesa

Já dizia Vinícius (o de Moraes) “As muito feias que me perdoem. Mas beleza é fundamental.”


hans-boodt-1006031_1920.jpg

Já dizia Vinícius (o de Moraes) “As muito feias que me perdoem. Mas beleza é fundamental.” E assim ele passava sua “Receita de Mulher”. Ora, mas o que se classificaria como beleza? Ou melhor, o que se classificaria como muito feia?

Visto que a beleza pode ser muito relativa de acordo com a cultura, época, e, principalmente, gosto, como realmente definir uma receita da mulher que possui beleza o suficiente para se tornar fundamental?

Não vou falar sobre os estereótipos ditados pela moda sobre tipo de cabelo, altura e peso ideais. Isso seria muito superficial. Penso que a beleza fundamental não pode estar tão limitada às características físicas.

Atualmente, os estereótipos físicos têm sido constantemente debatidos. Sim, o meu cabelo africano, meu corpo com alguns quilos a mais, minha baixa estatura, minhas pernas finas, meu cabelo muito liso, minha pele pálida, minha pele negra, nenhuma dessas características devem ser parâmetro para incluir ou, principalmente, excluir a minha presença na lista das mulheres mais lindas. Isso é coisa de quem exige uma determinada beleza quando não tem nenhuma a oferecer!

Mas eu concordo com o poeta! Beleza é fundamental sim!

Aquela mulher que sorri mesmo quando a vida lhe passa muitas rasteiras, que se levanta quantas vezes forem preciso, que se doa, que se entrega ao amor, que batalha sem reclamar, que sonha, que é dona de si, que é romântica, que chora sem medo do que vão pensar, que não para mesmo quando o mundo parece desacreditar, que é independente, que é feliz... Essa mulher que carrega a beleza dentro dela, que encanta a todos ao seu redor, que provoca admiração, que desperta paixões... É essa mulher que não liga se dizem que seu cabelo é pixaim, que ignora comentários sobre dieta, que corre na chuva sem medo de estragar o cabelo, beija com vontade sem medo de borrar o batom, tira as roupas depressa sem se importar se irão amassar, essa mulher é aquela que é fundamental!

Essas mulheres não estão pedindo a sua aprovação. Nem sequer ligam para o que você pensa sobre elas. Estão mais preocupadas em vencer, sentem orgulho de si mesmas porque sabem que mesmo que o mundo continue estereotipando a beleza feminina, elas são mais do que isso! E não se importam com o que vão dizer sobre sua vida despretensiosa, pensam mais no que vale a pena. Ser valorizada vale a pena, ser bem tratada vale a pena, ser respeitada vale a pena... Sortudo aquele que enxerga a verdadeira beleza da mulher, não aquela que o tempo vai cobrar, não aquela que se admira, se acostuma, e se esquece, mas aquele tipo de beleza que não envelhece, não morre... Aquele cujo encanto permanece porque provem de suas atitudes, suas ideias e teu jeito de encarar a vida!


Carolina Borba

Leitora desde que eu me conheço por gente, meu universo são os livros, as histórias que vivo sem sair do quarto, os personagens com personalidade tão diferentes que eu experimento, as vidas que eu, a cada página, pego emprestado! Também brinco no blog Culta Insensatez..
Saiba como escrever na obvious.
version 5/s/sociedade// @obvious, @obvioushp //Carolina Borba