arcano do aleph

“Alho e safiras na lama...” T.S. Eliot, Quatro quartetos, 1943

Thiago Castilho

Advogado e escritor, um homem de leis e letras. Acredito que a arte pode “ensinar a viver”. Ensinar a viver significa ensinar a lutar pelos seus direitos e a amar melhor a si e a toda humanidade. Adquirir o conhecimento e transformá-lo em sabedoria de vida no palimpsesto do pensamento. Eis meu ideal intelectual que busca realizar a experiência do autoconhecimento, não sei até se do absoluto e talvez do Sublime aplacando assim minha angústia existencial, sem soteriologia, porque ao contrário de Heidegger não acho que somos seres-para-a-morte, mas seres-para-a-vida e seres-para-o-amor.

A FÊNIX

"Sentia mesmo que era mesmo diferente
Sentia que aquilo ali não era o seu lugar
Ele queria sair para ver o mar
E as coisas que ele via na televisão
Juntou dinheiro para poder viajar
De escolha própria, escolheu a solidão" Faroeste Caboclo, Legião Urbana


trio.jpg Acima: João, eu e o Cristiano. Salvo engano, tínhamos vinte e poucos anos na noite imortal em que foi tirada essa fotografia. Eu era o mais velho da turma de inseparáveis amigos. Para quem nunca viu o meu queixo sex sem barba e para quem nunca se esqueceu do meu corpinho seminu, deleite-se. Afinal, “paguei peitinho” naquela noite. Meu Deus, essa foi podre, eu sei.

Para você, João, onde quer que esteja. Feliz aniversário, meu amigo.

“Não sei porque você se foi/ Quantas saudades eu senti/ E de tristezas vou viver/ E aquele adeus não pude dar... /Você marcou na minha vida (...)”

Então, meu querido, você saiu para fazer uma viagem pela América Latina, já fazem 5 anos e até hoje não voltou. O que aconteceu, meu filho? Por que não deu notícias? Acabou a bateria do seu celular? Foi vitimado pelo Thanos em Guerra Infinita? É sério, João, onde quer que você esteja está na hora de voltar para casa, para sua mãe, sua família, seus amigos e retomar sua vida do ponto em que parou, sem medo. Sua jornada de autoconhecimento já durou tempo demais, amigo. E cada dia que passa sua ausência presente só causa mais e mais dor. Sentimos falta da sua vibração vital ilimitada.

Eu e o Ebim fomos ao cinema de Fabriciano, assistir Vingadores- Ultimato, na última quarta à noite. Era o último dia de exibição aqui. Como poderíamos perder? Que filme fantástico. Faltou você, my friend. Adoro ir ao cinema assistir filmes tristes e ficar ainda mais triste. É catártico. Enfim, era um filme sobre perdas e reencontros. Foi surpreendentemente profundo e filosófico para um filme de ficção científica sobre super-heróis. Em uma passagem quando a Viúva Negra (minha personagem favorita) conversava com o Gavião Arqueiro e ele se queixava do homem que se tornou, ela disse “Eu não julgo as pessoas pelos seus piores erros.”. Algumas pessoas se perdem porquê foram pressionadas, manipuladas e induzidas a erro. Você não foi induzido a erro. Não posso defendê-lo. Mas também não irei julgá-lo. Eu não te julgo, João. Nunca te julguei, por mais puto que tenha ficado com você por ter sumido dessa forma. Em Guerra dos Tronos o Cão de Caça diz para Sansa que foi obrigada a se casar com um homem que não amava e sofreu o inferno por isso “Eu sei o que fizeram com você. Você foi quebrada.”. Eu sei que as coisas não deram certo para você naquela época, ás vezes, a vida nos quebra, mas fugir para sempre não é a solução. Existe um ditado de advogados que diz “Não pense no problema. Pense na solução.”. Também não serei eu a te dizer qual é a solução. Não existe solução fácil para problemas complexos. Mas seja qual for a sua solução ela deve está em conformidade com seu coração ou então você nunca encontrará a paz. Eu sempre me pergunto se eu poderia ter feito algo a mais para te ajudar. Me perdoe se falhei com você.

fenix-negra-novo-trailer-mostra-detalhes-da-fusao-de-jean-com-a-entidade_f.jpg Acima: a atriz Sophie Turner, que interpretou Sansa Stark, uma mulher que foi quebrada, aprisionada, feita de escrava sexual, estuprada, se tornou forte e deu a volta por cima na ficção e na vida real. Agora ela interpreta a Fênix, o X-mais mais poderoso de todos. Serve de inspiração como história de sofrimento e superação?

Você conhece a história do filme Vingadores, não? Em Guerra Infinita Thanos exterminou metade do Universo com o argumento de que isso seria o melhor para a outra metade, que teria mais recursos. A única chance dos Vingadores era voltar no tempo e trazer todos que o Thanos matou de volta a vida com o poder das Joias do Infinito. Nesse processo o Thanos do passado descobre que o Thanos do futuro venceu a guerra e que os Vingadores estavam tentando desfazer o que ele fez através de uma manobra temporal quântica. Entre outros sucessos, Thanos consegue voltar para o presente, se senta numa pedra e faz o discurso do Ditador, ele se sente absurdamente traído e diz: “Achei que liberando metade da vida a outra prosperaria e seria feliz, mas mostraram a mim que isso é impossível. Enquanto houver aqueles que lembram de como era haverá sempre aqueles que são incapazes de aceitar o que poderia ser e resistirão. Ah, eu agradeço porque agora eu sei o que preciso fazer. Eu vou destroçar esse universo até o último átomo e aí, com as joias que vocês coletaram para mim criar um novo, repleto de vida, que não saibam o que foi tirado, mas apenas o que lhe foi dado. Um universo grato.”

Thanos venceu a guerra, mas não atingiu o seu objetivo. Ninguém foi feliz, se parasse para pensar concluiria que nem mesmo ele foi feliz. Ele pensa que foi um erro dizimar metade do universo, ele deveria ter dizimado todos, assim as pessoas não se lembrariam do seu passado e não lamentariam o que perderam, ou seja, não seriam ingratas em sua visão tirânica e genocida. Thanos não entende porque as pessoas não prosperaram e foram felizes com a nova vida que ele lhes deu generosamente. Será porquê ele tirou delas as pessoas que mais amavam? Será porquê ele decidiu que tinha o direito de escolher o futuro delas no lugar delas? Será porquê ele influenciou catastroficamente no destino delas? Ou será porquê o que ele ofereceu era inferior ao que elas tinham? Ele realmente queria que elas esquecessem o passado ao lado das pessoas que amavam, como se isso fosse possível. É um idiota completo, arrogante, sádico e indiferente. Não se pode tirar a liberdade das pessoas, tirar quem elas amam e ainda exigir que elas sejam felizes. Pior, insanidade, querer que elas sejam gratas por isso. Merece um “me poupe da sua mediocridade e maldade.”. Ás vezes, a vida nos tira quem mais amávamos de maneira extremamente violenta e dolorosa. Ás vezes, essa perda é irreversível (e a tristeza perdura para sempre como uma estalactite gotejando na caverna do coração). Ás vezes, não é irreversível. E você precisa lutar para recuperar o que lhe foi violentamente subtraído.

Eu sei que você está vivo, João. Eu também sei que você não está bem. Eu sei que você está vivo porque nos meus sonhos você sempre surge fugindo e em angústia. Dor é vida, embora seja a pior forma de vida. Se não estivesse mais aqui de alguma forma você surgiria em meus sonhos em paz. Eu sei que você não está bem porquê eu tenho esses sonhos. Eu sempre sonho com quatros pessoas, meu avô, o Arthur, você e ... somente meu avô e o Arthur estão em paz. E saber que você não está bem enche meu coração de melancolia. Eu me sinto de mãos atadas em relação a você. Teria que partir de você. Coragem! Onde quer que você esteja saiba que pode voltar, que deve voltar, eu estou aqui, nós estamos aqui, esperando, de braços abertos. Você vai perder mesmo o cinema novo de Fabriciano? É melhor do que o do Shopping.

thanos.jpg Não é que você se parece com ele, Abutre. Três anos, tic-tac... Nem todo aproveitador oportunista é bem-sucedido. A manipulação pelo medo, a opressão pela obrigação e a exploração do sentimento de culpa tem data de validade. Você sabe o que acontece quando um elefante se liberta? Ou melhor, você sabe qual é a diferença entre uma atração passageira e um amor eterno?

Esse filme, João, Vingadores – ultimato, é bárbaro. Após conseguirem viajar no tempo e recuperarem as joias do infinito os vingadores não voltaram a fita do tempo, por assim dizer, eles ressuscitaram a metade morta do universo e a trouxeram de volta ao tempo presente. Foi restituído a vida, não o tempo. Eles perderam 5 anos, mas não perderam tudo. Eles tiveram uma segunda chance de recomeçar com quem eles amavam de verdade. Não sei se conto o final. Ok, eu conto. Após derrotarem o terrível Thanos o Capitão América ficou incumbido da missão de voltar ao passado e restituir as joias do infinito ao local de origem. Teoricamente ele deveria ter voltado para o presente. Contudo, em sua história subjetiva, o Capitão América foi congelado vivo no passado e ressuscitado 60 anos depois, ou seja, ele perdeu a oportunidade de viver a vida ao lado da mulher que amava, o que sempre foi a sua grande dor. No filme, meu personagem favorito, o Homem de Ferro, é um dos poucos que não perderam sua família, sua mulher e sua filha foram preservadas da fúria nazista do Thanos e ele segue em frente, ele é feliz. Ele queria que o Capitão América também fosse e advinha? Até minha maritaca Princesa acertava essa, o Capitão América não volta para o presente, ele aproveita a sua oportunidade. Ele decidi ficar com a mulher que amava. O filme termina com ele dançando com ela, com uma música de jazz romântica e suave ao fundo e um beijo de amor profundo. Lindo! Não confesso, mas quase chorei! Eu ando muito sensível ultimamente.

Se você pudesse voltar ao passado para quem voltaria? Ok, não podemos voltar ao passado. Os 5 anos se foram. Mas assim como os personagens do filme podemos ressuscitar simbolicamente e retomar nossa vida do ponto em que parou. Quase no final o Thor, salvo engano, seu personagem favorito, diz: “Está na hora deu ser quem eu sou e não o que esperam que eu seja.”. Como diz o Cortella. “O sonho não é fácil nem impossível.” Mas é preciso ter aquilo que os gregos consideram a virtude suprema "Coragem". Sempre.

O final do filme foi redentor. O homem de Ferro salva a galera e o Thanos termina esfarelado. Sim, esses spoilers são uma vingança para sua atroz ausência, caso ainda não tenha assistido a esse filme. Descobri que eu sou um vingador. Eu sou o Homem-justiça. Ou o homem-lei? Enfim... depois eu penso num nome original e impactante. Em suma, se eu fosse você voltaria o mais rápido possível, amigo. Você está perdendo uma vida incrível.

caneca.jpg Essa noite eu sonhei, primeiro com você amamentando o Tom e eu observando os dois, completamente apaixonado, depois com eles, nossos filhos. (Eu estava no futuro. Um doce futuro.). Eles brincavam juntos. Eu chorei de felicidade. Era maravilhoso partilhar a vida com vocês. Ao fundo tocava Tom Jobim e Elis Regina. Foi mágico. Está se tornando cada dia mais insuportável ficar sem você. Se você está lendo isso agora penso que seja recíproco. (Calma, meus fãs. Essa parte não foi para o João.)

Trago novidades da minha vida pessoal e laboral. Pronto, homem-sumido? Fiz a experiência da paternidade recentemente por um breve período de tempo e conclui que é exatamente isso que desejo para minha vida, de maneira permanente e perpétua. Quando se é pai seu coração cresce, João, você se torna mais forte, mais responsável e muito mais amoroso. É claro que é preciso encontrar a pessoa certa para formar sua família e criar seus filhos, isto é, alguém que seria um pai e uma mãe maravilhosos em todos os sentidos, a quem amamos e que nos ama, senão tudo descarrilha como um trem desgovernado. 3 anos, segundo a ciência e pesquisas americanas nesse sentido, 3 anos é o máximo de tempo que alguém suporta ficar ao lado de quem não ama nem admira e com quem não se é feliz. Depois desse marco temporal (escandaloso considerando as circunstâncias, não sabia que as mulheres americanas tinham tanto estômago.) não adianta o Jeca-Tatu espernear. Como diz o Cortella “O jeito é arrumar outro jeito.” Porque não tem jeito. Não basta educar nossos filhos para serem fortes e felizes. Precisamos dar o exemplo de quem luta pela sua própria felicidade, sem usá-los como desculpa para não ser feliz. Afinal, os filhos, homens e mulheres que queremos que se tornem, jamais exigiriam o sacrifício de nossa felicidade. Pois os criaremos para serem justos, livres e solidários com o sofrimento alheio e para respeitarem o sentimento de seus pais como desejarão que respeitemos os deles. E respeitaremos. (Respeito é tudo.) Sentimento é sentimento. Não é uma escolha. Continuar como está ou agir para transformar uma realidade ruim é uma escolha. Li algo expressivo por ai "Temos um grande poder! A escolha... Ela nos tira e nos coloca onde quisermos!" Uma coisa é certa: se você não escolher alguém irá escolher por você e pode ser que essa pessoa tenha preferências conflitantes com as suas. Como dizia o filósofo Clóvis de Barros Filho de maneira cirúrgica, o mundo te dirá assim: "Está com dificuldade? Está se sentindo mal em ter que escolher? Deixe que eu escolho para você." Segundo o Cortella a esperança é a fonte das escolhas. Quem sabe você já não sabe perfeitamente do que eu estou falando, meu velho? O papai João...

amigo.jpg Você se lembra daquela noite de inverno em que saímos de madrugada para comermos um angu baiano num boteco copo sujo, João? É cada angu baiano que a gente não esquece.

Nunca me esqueci de um coisa que você leu e recitou de um livro para mim na sacada da sua antiga casa. Você disse “Ouve isso, Thiagão, você vai gostar disso: “Não espere algo extraordinário acontecer para você mudar a sua vida. Mude a sua vida para que algo extraordinário aconteça.”. De fato, eu gostei disso e fiz desse excerto um lema de vida. Também nunca me esqueci de outra coisa que você me disse quando eu ainda estava na faculdade de Direito, “Você só será feliz no dia que abrir seu próprio negócio e trabalhar para si mesmo.”. Bem, espero que tenha razão porque agora o processo já começou. Decidi abrir meu próprio escritório de advocacia, já dei entrada na papelada na prefeitura e na OAB, estou comprando a mobília (Estou no meio de um dilema cruel, amigo. Eu me apaixonei por uma cadeira presidente vermelha. É um escritório de advocacia, algo formal. A cadeira deveria ser preta. Não é? Entre o convencional e o amor, o que você escolheria, João?) e encomendei um site profissional. Espero estrear no meu aniversário, se for possível. Seja como for, já estou advogando e essa semana peguei um caso cabuloso que daria uma história extraordinária de filme de tribunal. Não posso te contar os detalhes sórdidos por uma questão de ética profissional. (Quando você voltar eu te conto com a autorização do cliente, é claro.)

atitude.png "Caminhante, não há caminho. Faz-se caminho ao andar." Antônio Machado

Sexta na volta de um compromisso profissional, fui na Biblioteca Pública de Fabriciano, coisa que não fazia há muito tempo desde que adquiri meu kindler de estimação, no qual leio quase todos os livros que amo, preciso e desejo de direito, filosofia e literatura. Saquei um Cortella da prateleira de livros “Não se desespere!” Gostei do título e como já conheço a qualidade intelectual do autor, levei. Na crônica “Outras faces da violência” do referido livro o filósofo diz: “Diagnóstico mais comum para a situação em que nos encontramos? Falta de firmeza e excesso de impunidade. (...) “Violência e impunidade” é, também, admitirem a crueldade da tortura, da degradação brutal do local no qual se vive, o padecimento provocado pela não convivência com a quem se ama. (...)”. Entendeu? Eu sei que sim. Você foi sempre muito inteligente, apesar das loucuras que fazia por causa de mulher (Quem sou eu para julgar?). Eu me lembro de uma vez que chegamos na sua casa de surpresa. Pode entrar, disse sua mãe, "Ele está no quarto aprendendo a falar alemão pela internet.". E o Marcelo que não prestava perguntou "Mas porque diabos você está aprendendo Alemão, JP? Você vai para Alemanha?" E você respondeu: "Nunca se sabe. Lá só tem loiras e elas gostam de morenos." Saudades. Nem te conto mais nada sobre mim. Isso aqui já está dando três páginas. Mas eu me tornei um homem forte e pragmático, João. Não sou mais o astronauta que você conheceu. Eu quero começar uma vida nova, virtuosa e feliz. Eu tenho um plano A, João, mas eu também tenho um plano B. Por isso, se fosse você não demoraria a aparecer. Não teria graça ficar muito tempo nesse lugar desértico sem você.

Olha, João, nunca houve frescura entre nós e não irá começar agora. Você sabe o meu número de celular (31 985897304). Eu ficaria muito feliz se você me ligasse. Na verdade, nada me deixaria mais feliz. Você tem medo de alguém que daria sua vida por você? Eu serei gentil como nos velhos tempos, os melhores tempos. Lembra? Eu me lembro de cada momento. O domínio do amor é soberano, João. "O amor é maior do que tudo." Não existe segurança maior do que o amor verdadeiro e recíproco. Por isso, pense na dor da sua mãe e volte para casa. A felicidade de quem você ama e te ama importa para você? Que bom! Prove. Enfim, onde quer que você esteja, esteja em paz e fique com Deus. Força sempre!

“Quando você voltar, tranque o portão, feche as janelas, apague a luz e saiba que te amamos.” Legião Urbana

"Quando penso em você fecho os olhos de saudade..."

Agora somente para você!

Fragmento do livro do Cortella sobre o apodrecimento da esperança:

“Uma imensa parte de homens e mulheres vive com muita força o apodrecimento da esperança: a ideia de que as coisas são como são e não há outro modo delas serem; a ideia de que a humanidade está do jeito que ela pode ser; que nossa vida está na única possibilidade que ela teria. Esse apodrecimento da esperança impede que a vida se engrandeça e remete milhares e milhares de homens e mulheres ao terreno da conformidade, da subserviência e da insignificância em relação à possibilidade de construir uma realidade que seja diferente.

(...) A postura conformada expressa uma determinada atitude e convicção que cria um modelo mental extremamente perigoso. E modelos mentais nos amarram a determinadas percepções da vida. Basta ver nos poucos circos que ainda sobraram com o uso de animais não humanos: do lado de fora, um elefante parado. O elefante não pode ficar guardado numa Jaula. Como é que ele fica do lado de fora do circo? Ele não sai dali onde o deixaram. É UMA COISA DESESPERADORA. O elefante fica se movimentando pra lá e pra cá, com aquele jeito melancólico que parte dos paquidermes por natureza tem, e que nos deixa entristecidos. Porque, afinal, é ausência de liberdade. Ele fica preso numa estaca pequenina, que qualquer criança tira. Porque é que tem um guarda ao lado do elefante? Não é para tomar conta dele, porque ele não sairá dali. É para tomar conta da criança, para que ela não arranque aquilo.

(...) Ser humano é ser capaz de recusar o que parece não ter alternativa, ser humano é ser capaz de dizer "não" ao que parece não ter saída. E só quem poder dizer "não" pode dizer "sim.".” Cortella, do livro Não se desespere. Recomendo e recomendo mais ainda que não viva numa prisão psicológica como um elefante. Seja a Fênix branca. Eu sei que você está ferida e cansada. Não se deixe enganar pelas minhas ironias. Eu também estou. Mas se você é uma pessoa inteligente, íntegra e com condições não pode ser para sempre uma vítima das circunstâncias, muito menos do abutre. Sinceramente, ele é uma besta quadrada. Não, não é. Até hoje utilizou com eficácia a estrutura de uma sociedade machista e misógina para impedir qualquer tentativa sua de libertação. Como o Thanos, ainda se sente traído e não entende porquê você não esquece o passado. Na verdade, ele entende, apenas não aceita. E pior, usa sem escrúpulos uma criança inocente para fazer chantagem emocional. Isso é certo? Um homem decente faria isso? Outra coisa, desculpe dizer, não aceitar fazer o papel de troféu também ajudaria. Um troféu não tem vida própria, liberdade, dignidade, identidade, felicidade. Só existe para esmaltar o ego do jogador. A vida é mais do que isso. Todos sabem que você vive em aparências, frustrada. Até quando? Sério? Será para sempre? Eu espero que não. Já se perguntou o que sua mãe gostaria que você fizesse?

No final de Vingadores - Ultimato quando o Capitão América tem a chance de voltar no tempo e reescrever sua própria história, ele não pensa duas vezes. Vive o amor com o qual sonhou durante tantos anos e constrói uma família. Ele retorna envelhecido ao presente para dar explicações aos seus amigos do motivo pelo qual ficou no passado. Sam se aproxima curiosamente do velhinho misterioso e sereno que surgiu sentado num banco 5 segundos depois do Capitão América jovem ter partido na viagem do tempo. Para o Capitão os 5 segundos correspondiam ao 60 anos vividos ao lado da mulher que ele amava. Eis o diálogo final entre ele e um amigo:

_Capitão!? _Oi, Sam. _Então, alguma coisa deu errado ou alguma coisa deu certo? _Depois que eu pus as joias de volta eu achei que seria possível eu tentar essa vida que o Tony (homem de ferro) queria me convencer a ter. _E como foi a sua vida? _Foi belíssima."

Se depender de mim a nossa também será. Agora, que tal aquela dança?

"Eu prometo, por toda a minha vida Ser somente teu e amar-te como nunca Ninguém jamais amou, ninguém..."

Numa cena do estupendo Vingadores- Ultimato, o vilão queixudo Thanos pensa ter recuperado as jóias do infinito agora armazenadas numa luva quântica criada pelo Homem de ferro para coligi-las e canalizar seu poder. Sorrindo, triunfal, ele diz "EU SOU... INEVITÁVEL!" e estala os dedos na intenção de exterminar o universo inteiro com um simples e soberbo estalar de dedos apocalíptico. Mas nada acontece. A luva tinha voltado para o Homem de ferro e ele diz "EU SOU... O HOMEM DE FERRO!" e estala o dedo, não para exterminar o universo inteiro, apenas o Thanos e seu exército de assassinos obedientes. Conclusão: nada é inevitável. Nós somos livres para escolher o nosso destino. Só a morte é inevitável e segundo alguns cientistas da tecnologia quântica, no futuro, talvez nem isso.

"Não gostou? Troca! Você é o gestor da própria trajetória. Não patrocine para si mesmo uma vida triste. Até prova em contrário, essa vida é única e você tem as rédeas da própria trajetória nas mãos." Clóvis de Barros Filho, do livro Felicidade ou morte

"Só louco pra amar como eu te amei. Só louco..." Elis Regina

De volta para o João:

CANÇÃO DA AMÉRICA

Minton Nascimento

Amigo é coisa para se guardar Debaixo de sete chaves Dentro do coração Assim falava a canção que na América ouvi Mas quem cantava chorou Ao ver o seu amigo partir

Mas quem ficou, no pensamento voou Com seu canto que o outro lembrou E quem voou, no pensamento ficou Com a lembrança que o outro cantou

Amigo é coisa para se guardar No lado esquerdo do peito Mesmo que o tempo e a distância digam "não" Mesmo esquecendo a canção O que importa é ouvir A voz que vem do coração

Pois seja o que vier, venha o que vier Qualquer dia, amigo, eu volto A te encontrar Qualquer dia, amigo, a gente vai se encontrar


Thiago Castilho

Advogado e escritor, um homem de leis e letras. Acredito que a arte pode “ensinar a viver”. Ensinar a viver significa ensinar a lutar pelos seus direitos e a amar melhor a si e a toda humanidade. Adquirir o conhecimento e transformá-lo em sabedoria de vida no palimpsesto do pensamento. Eis meu ideal intelectual que busca realizar a experiência do autoconhecimento, não sei até se do absoluto e talvez do Sublime aplacando assim minha angústia existencial, sem soteriologia, porque ao contrário de Heidegger não acho que somos seres-para-a-morte, mas seres-para-a-vida e seres-para-o-amor..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/recortes// //Thiago Castilho