A Madeira é um Jardim


Li hoje uma notícia no Público que lembra o mais puro estilo mafioso (...do género "eu tinha o braço erguido e ele veio de encontro ao meu punho" - 'tão a ver?). Rezava a supracitada notícia que o Ministério Público arquivou uma série de queixas apresentadas contra o Presidente do Governo Regional por alegada violação dos deveres de neutralidade e imparcialidade, utilização de dinheiro público para fins partidários e outras preciosidades! Isto pode ainda surpreender quem nunca viveu na Madeira e não conheceu de perto o obscurantismo (sic) e o caciquismo que ali reinam. Eu já vivi lá diversos anos e não me espanto... Percebem agora o que Mário Soares queria dizer já há algum tempo com "défice democrático" referindo-se à Madeira? É exactamente isto... E ninguém - de direito - tem coragem para por cobro a isto?!? Lá porque o senhor Alberto João Jardim fala curto e grosso (injustificadamente) isso significa que é intocável? Sabem que são os nossos impostos todos - e não apenas os dos madeirenses (para isso não querem autonomia!) - que caucionam o "milagre madeirense"? E ainda há quem o proponha para Presidente da Assembleia da República, cargo que ele desdenhou (mas se calhar até quer comprar...)? Já não falo na liberdade de imprensa (ou na ausência dela), na prostituição infantil (como disse?) ou na lavagem de dinheiros na zona franca... Jovens professores que concorrem para as ilhas para se efectivarem: não queiram ir para a Madeira!


version 1/s/recortes// //seven