Top 10 BD - os restantes...


album_tintim.jpg album_hermann.jpg

album_gaston.jpg album_bourgeon.jpg

Não quero ordenar estes. Se calhar nem o devia ter feito com os outros do Top 10. Apenas quero dizer que As sete bolas de cristal foi o meu primeiro álbum do Tintin e de BD e que a história me maravilhou (acho que ainda nem sabia ler). O meu pai apareceu com o livro lá em casa... Um pouco mais tarde comecei a conhecer o Hermann através das séries do Tintin: Bernard Prince e depois Comanche. Assisti a pouco e pouco à evolução do seu desenho - que invejava e invejo! - e que hoje atingiu níveis de pura pintura. Está-lhe no sangue. Ainda mais tarde conheci Gaston, edição francesa é claro: Des gaffes et des dégats. Fiquei logo cliente dos desenhos magnificamente expressivos de Franquin e dos seus gags delirantes. Alguns eram de me fazer ir às lágrimas!!! Onde é que ele vai buscar aquilo tudo? Já grande (muito grande) descobri que a BD podia não ser só desenho; descobri argumentos de elevada qualidade - a BD na sua maioridade. Isso aconteceu com François Bourgeon. Até hoje não li história mais maravilhosa, mais poética, mais... verdadeira do que Os companheiros do crepúsculo! E depois também li Os passageiros do vento e fiquei com a mesma impressão. É uma sensibilidade especial, uma Never Ending Story...


version 2/s/bd / hq// //seven