Como caçar animais II - o hipopótamo


hipopotamo.jpg Breve caracterização do hipopótamo: s. m. (gr. hippos, cavalo, e potamos, rio) Zool. Mamífero artiodáctilo paquiderme que habita as margens dos rios africanos. Os hipopótamos são animais pesados e atingem os 4 metros de comprimento; passam quase toda vida debaixo de água; têm a cabeça enorme e uns olhos pequenos; a sua pele é espessa e muito dura.

Como apanhar então um bicho destes, que passa a vida dentro de água e é quase invulnerável aos tiros de espingarda? O caçador experiente sabe que o hipopótamo tem dois pontos fracos: é vulnerável no meio dos olhos (é muito difícil acertar-lhe aí) e gosta IMENSO de pastéis de nata! Para uma caçada de sucesso é necessário, pois, combinar estas duas características...

Assim, antes de partir, o caçador deve municiar a sua carabina com projécteis perfurantes e a sua viatura com todos os pastéis de nata que conseguir encontrar na cidade. Dirige-se então ao rio. Mas atenção: em caso algum deve aproximar-se do hipopótamo - é feroz! Toda a operação deve ser feita à distância (não se preocupem com o tamanho dos olhos, já vão ver).

O hipopótamo deve ser metódica e ininterruptamente abastecido de pastéis de nata. Pode usar-se uma pá comprida, como a dos padeiros. Não se pode nunca é abrandar o ritmo, pois então é que o bicho se pode enfurecer de verdade! Após devorar várias centenas de pastéis e começar a estar enfartado, lá chega a hora em que já não consegue comer mais... É então que o caçador lhe apresenta o seu chef d' oeuvre: uma bandeja prateada cheia de pastéis de nata magnificamente decorada com nougats, bombons de licor, passas, cerejas cristalizadas e fios de ovos...

Para o animal é demais: passa-se completamente, salivando abundantemente qual cão de Pavlov e ficando com mais olhos que barriga!!! Então, sempre a uma distância cómoda, o caçador pode facilmente desferir-lhe um tiro entre os olhos.


version 2/s/humor// //seven