Dostoiévski


"Uma causa justa não é arruinada por alguns enganos."

(Fiódor Dostoiévski) Escritor russo. Fiódor Mikháilovitch Dostoiévski, Fyodor Mikhailovich Dostoyevsky ou Fjodor Michailowitsch Dostojewski nasceu em 11/11/1821, Moscovo. Faleceu em 9/2/1881, São Petersburgo. Aos 17 anos, ingressa na Academia Militar de São Petersburgo contra a vontade. Deixa a carreira militar para se dedicar à escrita. Publica "Gente Pobre" em 1841. Em 1849, o regime czarista condena-o à morte devido a sua ligação com círculos liberais. Sua pena é transformada em deportação para a Sibéria, onde passa cinco anos numa prisão e serve como soldado durante mais cinco anos. Em 1859, é amnistiado e volta a São Petersburgo. No livro "Recordações da Casa dos Mortos" (1861-1862) relata sua experiência na prisão. Lança "Notas do Subterrâneo" (1864) na revista Época, fundada por ele e pelo irmão. O romance "Crime e Castigo" é publicado em 1866. Nesse drama moral, um estudante assassina uma usurária para lhe roubar o dinheiro e salvar-se a si próprio e a família. Escreve "O Idiota e Demônios". Entre 1879 e 1880, já consagrado no seu país, publica "Os Irmãos Karamazov", sua obra-prima. Na história de uma família retrata todo o povo russo. Morre meses depois de terminar o livro.

Dostoievski antecipou-se à moderna psicologia ao explorar os motivos ocultos e chegar a compreender de um modo intuitivo o funcionamento do inconsciente, que se manifesta nas condutas irracionais das suas personagens, o sofrimento psíquico, os sonhos e os momentos de desequilíbrio mental. Preparou o caminho para as aproximações psicológicas, levadas adiante pela literatura do século XX e pelos escritores do surrealismo e do existencialismo.


obvious magazine

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/artes e ideias// //obvious magazine