Google: agora a sério


051011_goooooogle.gif

Há várias maneiras de o dizer: Googol, Googal, Googel, Gugle, Gugol... mas toda a gente sabe escrever Google na barra de endereços do seu browser, pois essa é a grafia do mais famoso dos motores de busca que, qualquer que tenha sido a pesquisa, devolverá um enorme número de resultados. Foi precisamente esta ideia que levou os seus criadores a baptizarem-no desta forma, com bastante humor, diga-se.

Google é na verdade um homófono de Gugol, uma grandeza matemática infinitamente grande. É representada pelo número dez elevado à centésima potência, ou seja, o algarismo 1 seguido de 100 zeros. É caso para dizer que é um número bué da grande! O que é mais interessante é que foi um miúdo que o inventou... e que também inventou o Gugolplex, que é 10 elevado a um Gugol de zeros! E se achámos estes valores estupidamente grandes não nos devemos esquecer de que são números finitos aos quais podemos sempre acrescentar outros tantos...

Para os mais curiosos aqui fica um link


version 1/s/recortes// //seven