A gastronomia em Astérix #3



E eis-nos chegados à fase de ouro da série, onde todas as personagens se encontram já bem caracterizadas e a qualidade das histórias atinge o seu pico. São cinco álbuns antológicos que começam com A zaragata. A única cena pantagruélica que encontro neste álbum é a reunião de mulheres da aldeia onde se discute se Astérix terá ou não vendido o segredo da poção mágica aos romanos. Caralinda, a mulher do chefe, cozinhou um bolo especialmente para a ocasião (cliché).

051109_asterix_zaragata.jpg

A aventura Astérix entre os Helvécios talvez seja a história onde os excessos alimentares estão mais presentes, com cozinhados bizarros de iguarias não menos bizarras e onde até a tradicional fondue se transforma numa imensa orgia com laivos sado-masoquistas. Registe-se a introdução de um novo e original conceito gastronómico: o cesto-orgia.

051109_asterix_helvecios1.jpg

051109_asterix_helvecios2.jpg

As ementas romanas, reais ou fantasiadas, aparecem referenciadas n'O domínio dos Deuses quando uma família tradicional proprietária de um apartamento na citada urbanização toma a sua refeição. Ficamos a saber que a compota de polvo deve ser comida bem quente.

051109_asterix_dominiodeuses.jpg

O delírio gastronómico tem o seu apogeu n'Os louros de César. São vários os exemplos, alguns muito subtis, como a última ceia dos condenados ou o desejo manifestado por Júlio César que ignora por completo que a sua coroa é feita de funcho. Apesar da receita do cozinhado que cura a bebedeira ser delirante gosto particularmente da ementa do jantar servido em casa de Homeopatix: caudas de castor com framboesas e o famoso empadão de cascos de boi com creme. Ferpeitamente!

051109_asterix_louroscesar1.jpg

051109_asterix_louroscesar2.jpg

051109_asterix_louroscesar3.jpg

051109_asterix_louroscesar4.jpg

As referências à comida tornam-se mais escassas a partir d'O Adivinho. Talvez Goscinny começasse a sofrer do fígado... Apenas uma vaga enumeração de coisas onde se pode "ler" o futuro (javalis, patos, frangos, bolos, cerveja... esta última quando é bem tirada fica muito legível...) e uma alusão final a pratos requintados:

051109_asterix_adivinho.jpg

seven

Co-fundador e ex-colaborador do obvious, actualmente retirado, foi responsável durante bastante tempo pela definição da linha editorial. Concebeu e coordenou a transição do blog para o formato de magazine.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
v2/s
 
Site Meter