Kurt Schwitters


051130_schwitters1.jpg

O artista alemão Kurt Schwitters não passava de um pintor medíocre e imitador dos seus contemporâneos até que descobriu as colagens. Isto aconteceu graças ao contacto que teve com o grupo dos artistas Dada e, sobretudo, Hans Arp, ele próprio pioneiro nas colagens. De 1919 a 1923 criou uma série de composições abstractas a que chamou invariavelmente Merz e que viriam a tornar-se o centro da sua produção. Estas composições, que muitos consideram a sua maior contribuição para a arte do século XX, possuem uma grande carga poética proveniente da justaposição de elementos diversos e contrastantes, materiais encontrados ao acaso.

Mas Schwitters, subitamente catapultado para a vanguarda artística da sua época, não se ficou por aqui. Nos anos seguintes desenvolveu uma imensa actividade criativa em áreas tão diversas como a poesia, a coreografia, a tipografia, a arte multimédia, body painting, a música, a fotografia e arquitectura...

051130_schwitters2.jpg

051130_schwitters3.jpg

051130_schwitters4.jpg


version 1/s/artes e ideias// //seven