Seja prudente, fume com moderação...


É pena que actualmente a questão do fumo esteja posta em termos tão radicais. Vivemos em tempos de radicalismos, que se há-de fazer... Não fosse assim e poderíamos ver o quadradão "FUMAR MATA" substituído por um mais discreto e cordial "Seja prudente, fume com moderação". Será que a diferença entre alcool e tabaco é assim tão grande, que ambos se equiparam ou que até os seus atributos estejam invertidos? Não se trata aqui de fazer moralismo ou sequer a defesa de um ou de outro. A única coisa que merece ser defendida é a imensa criatividade que os publicitários têm demonstrado para contrariar a imagem negativa que o tabaco acarreta. Sobre isto tenho descoberto coisas incríveis, por exemplo a imensa originalidade do tabaco brasileiro... Que dizer de marcas com os nomes fabulosos de Bacana ou Amigo excepto que até apetece começar a fumar?

 Tabaco Brasil Bacana  Tabaco Brasil Amigo

Sim, porque fumar pode ser um Forró ou mesmo um Pagode!

 Tabaco Brasil Forro  Tabaco Brasil Pagode

Mas só no Brasil se podem encontrar marcas que acompanham a inflacção e que se chamam Cruzeiro, Cruzado e Cruzado New! Ou ainda um Yes e um GOOL!

 Tabaco Brasil Cruzeiro Cruzado

 Tabaco Brasil Yes  Tabaco Brasil Gool

E, por falar em Gool, não acham uma delícia haver uma marca chamada Flamengo, outra Corinthians (estou certo que também deve haver a marca Fluminense...) e mais outras duas de nome Tetra e Verde-Amarelo?

Tabaco Brasil Flamengo Tabaco Brasil Corinthians

Tabaco Brasil Tetra Tabaco Brasil Verde-amarelo

Outras designações originais se podem enumerar - Brazil, Ipanema, Fazendeiro, Joy, Mescla, Milhão, Olé, São Paulo chic, Sudan, Veado, etc. - todas com design muito atraente. Destaco o Palhang Param com um gosto de cravo e canela (delicioso sem dúvida!) e o das Américas com um visual muito antigo. Très chic!

Tabaco Brasil Palhang Param Tabaco Brasil Das Americas


deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //seven