Apenas uma mulher...


Ah! Que esse cara tem me consumido A mim e a tudo o que eu quis Com seus olhinhos infantis Como os olhos de um bandido

Ele está na minha vida porque quer Eu estou para o que der e vier Ele chega ao anoitecer Quando vem a madrugada ele some Ele é quem quer Ele é o homem Eu sou apenas uma mulher

Esse cara, de Caetano Veloso. Desde sempre foi a minha música favorita entre tantas outras favoritas do compositor brasileiro... Gravada no fabuloso espectáculo ao vivo com Chico Buarque no teatro Castro Alves, em 1972.

060531_caetano_chico.jpg


version 1/s/musica// @obvious, @obvioushp //seven