Beleza


2006062700 Pfeiffer

O rosto de uma pessoa diz-nos muito. Invariavelmente de uma forma voluntária ou não, ficamos sempre com uma primeira impressão que, por vezes, marcará definitivamente a relação. Mas será que essa primeira impressão é assim tão involuntária? Ou haverá factores bem definidos que contribuem para o impossível estereotipo de beleza? Estudos mostram que de facto as pessoas possuem ideias similares acerca da forma como apreciar o rosto de uma pessoa. Mas porque? e como funciona? e quais as consequências sociais que esse exercício pode ter?

Resisto a utilizar a palavra beleza neste contexto, pois esta expressa muito mais do que a apreciação simplista de factores concretos... expressa a combinação de movimentos, o charme, a graça, a personalidade e a alma de algo que doutra forma é somente um objecto distante.

No entanto, muitas vezes dou por mim a tentar precisar exactamente quais os aspectos que me fazem considerar o rosto de uma mulher atraente. Será somente um elemento daquele conjunto restrito de factores (cabelo, olhos, lábios, etc) cuja combinação é tão ampla que o torna indefinível? Será a beleza humana unicamente uma percepção social, ou haverá algo mais científico?

Neste estudo pretende-se discernir as causas e consequências da atracção pelo rosto humano. Faça um teste.


obvious magazine

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp //obvious magazine