Língua Portuguesa


2006102400 Lingua Todos nós já sabemos que a língua portuguesa é traiçoeira, sendo necessário, por vezes, tratá-la com muito cuidado para não transmitirmos algo com um sentido totalmente diferente. Pois bem, quero partilhar convosco algo que me pôs a rir.

Um dos maiores problemas quando conjugamos a língua portuguesa com tecnologia é a questão da acentuação. Isto pelo facto de grande parte das aplicações, ou bases de desenvolvimento, estar mais focada para o inglês, isento de acentuação, que facilita e simplifica um grande conjunto de problemas usuais em programação. Quando olhamos de uma forma mais atenta para a Internet, vemos também que a própria constituição dos URLs não contempla a utilização de caractéres acentuados.

À luz desta explicação, tive a oportunidade de me cruzar com o URL mais infeliz de que tenho memória. Num Blog chamado "Luz de presença", a autora deu um título inocente ao seu artigo... aparentemente! Trata-se de um fragmento de um poema de Armando Silva Carvalho:

[...] o céu abre-se ao meio e cai-me no regaço [...]

Bonito... mas a parte hilariante foi quando a plataforma do blogger decidiu omitir os caracteres acentuados para constituir o URL... e ficamos perante algo completamente diferente:

http://.../2006/10/o-cu-abre-se-ao-meio-e-cai-me-no-regao.html

O URL original aqui. Peço desculpas à autora, mas tinha que fazer este artigo :)

Aqui fica uma imagem para a posteridade: 2006102400 Infelicidades-1


obvious magazine

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious, @obvioushp //obvious magazine