Plágio ou Influência



2007022600 Image24 All mankind is of one author, and is one volume; when one man dies, one chapter is not torn out of the book, but translated into a better language; and every chapter must be so translated... - John Donne

Quando lemos um determinado autor, quer queiramos quer não, estamos a ser influenciados pela forma como este vê os assuntos e pela sensibilidade com que os analisa. Ao longo dos anos, todos nós, já fomos influenciados por diversos autores, chegando mesmo a adoptar o seu estilo de escrita e mesmo de raciocínio. A escrita é talvez o exemplo mais óbvio, mas a influência estende-se a quase todas as áreas do saber, desde a literatura às belas artes.

A questão que se coloca, para além da cópia grosseira, é a da percepção da fronteira que caracteriza o plágio numa qualquer área. Onde para a influência e começa o plágio? Até ao advento da Inernet e da classificação da informação através de potentes motores de busca, esta fronteira era ultrapassada mais do que imaginávamos, mas simplesmente não existiam os meios tecnológicos para identificar este acto. Actualmente, com o advento da WEB 2.0 e da democratização de conteúdos, apercebemo-nos cada vez mais que estes são alvo de constantes atentados e apropriações que relegam para o esquecimento os seus autores e o intelecto que esteve na génese da sua criação.

Este fantástico artigo, fala precisamente dos diversos contornos do tema. Não de uma forma tecnológica ou relacionada com tecnologia, mas de diversos pontos que devem ser alvo de reflexão para todos os autores. Uma leitura a não perder.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
v3/s
 
Site Meter