Harry Palmer, o rival de James Bond


 Cimema Filmes Ipcress Harry Palmer

O sucesso cinematográfico do agente secreto James Bond, não lhe tirando o mérito, é fruto de um feliz conjunto de circunstâncias, entre elas a falta de um concorrente à sua altura. Mas as coisas podiam não se ter passado da mesma maneira se, em 1965, The Ipcress File não resultasse num flop. Os pontos de contacto com a saga de James Bond eram inúmeros e este filme tinha todos os ingredientes para triunfar: um bom argumento, um excelente actor (Michael Caine) e a mesma equipa de 007 - Harry Saltzman na produção, Peter Hunt como editor, banda sonora de John Barry e cenários concebidos pelo genial Ken Adam.

 Cimema Filmes Ipcress Harry Palmer

 Cimema Filmes Ipcress Harry Palmer

O filme resultou da adaptação cinematográfica de um romance homónimo de Dan Leighton publicado em 1962 e relata uma história de espionagem com incursões no mundo da neuro-psicologia (Ipcress é, na verdade, um acrónimo para Induction of Psycho-neuroses by Conditioned Reflex under strESS). O herói, que no filme recebe o nome de Harry Palmer, apresenta várias semelhanças com o fleumático e charmoso personagem de Ian Fleming: tal como ele trabalha para uma agência governamental, recorre a numerosos gadgets e aprecia a boa cozinha.

Apesar de terem sido feitas duas sequelas com o mesmo actor, Funeral in Berlin, em 1966, e Billion Dollar Brain, em 1967, a série passou quase despercebida, longe do sucesso do seu rival James Bond. Lembro-me de há muito tempo ter passado na televisão, ainda a preto e branco. Ainda hoje não se sabe muito bem qual a razão do seu falhanço comercial. Estratégias promocionais, quiçá, ou então apenas por Michael Caine nunca ter dito com ar sobranceiro e afectado: Palmer. Harry Palmer.

 Cimema Filmes Ipcress Harry Palmer Ken Adam

 Cimema Filmes Ipcress Harry Palmer Ken Adam

 Cimema Filmes Ipcress Harry Palmer Ken Adam Alguns magníficos desenhos de Ken Adam para os cenários do filme.


deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/cinema// @obvious, @obvioushp //seven