a travia


 Comida Gastronomia Sabores Travia Leite Culinaria

A gastronomia é dada a estas coisas: de repente, quando menos se espera, tropeçamos em algo inusitado que desconhecíamos e que se revela um autêntico achado para o paladar. Foi exactamente o que me aconteceu quando descobri a travia, sublime manjar dos deuses que povoam a província portuguesa da Beira Baixa.

A tradição queijeira portuguesa é a matriz de produtos de altíssima qualidade, alguns bem conhecidos dos portugueses, e de outros que, apesar de passarem algo despercebidos muitas vezes pelo carácter regional e limitado da sua produção, não desmerecem de forma alguma dos seus irmãos mais mediáticos.

A travia, fabricada com mistura de leite de ovelha e vaca, é considerada, como o requeijão, um subproduto da fabricação do queijo. Consiste numa massa líquida que se apresenta como um produto fresco que não sofreu qualquer fermentação, ao qual se adiciona algum sorelho, de consistência mais ou menos pastosa e aspecto granuloso, com cor branca e sabor láctico adocicado, enquanto o requeijão, termo mais conhecido a nível de Portugal, é uma massa seca e escorrida que se aparenta mais com o queijo fresco.

Oriunda da Beira Baixa a travia não tem forma própria, tomando a do recipiente que a contém, e era outrora transportada pelas vendedoras de leite de Alcains em vasilhas achatadas de barro, zinco ou lata, chamadas ferrados, e vendida ao litro dadas as características de fluidez do produto. O requeijão, acondicionado em cestos de verga, era e ainda hoje é vendido à unidade.

Recuperado e estimulado o seu fabrico na região queijeira da Beira Baixa, a travia está de novo à venda para gáudio das nossas papilas gustativas, sendo contudo difícil de encontrar fora da região quer no comércio tradicional quer nas grandes superfícies. Consumida isoladamente, em conjunto com doce de abóbora, ou adoçado com açucar ou mel, garanto-vos que o vosso imaginário gustativo jamais será o mesmo depois de degustarem este pastoso néctar.

Até lá.


version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //jr