Family Guy chega à centena



Family Guy televisão Desenhos Animados Americanos

Family Guy é uma das mais controversas séries de animação de culto em exibição na televisão americana e de todo o mundo. Tomando como base uma família suburbana, ponto de partida para tantos sitcoms, Family Guy leva ao limite alguns dos pressupostos que fizeram o sucesso dos Simpsons: o pai é ainda mais burro e gordo, a mãe é ainda mais maltratada no seu papel de “dona de casa” e os filhos são estereótipos ainda mais mordazes que Bart e Lisa, nessa outra família.

Após um percurso atribulado em antena, que inclui ser cancelado a meio de uma série e voltar por pressão intensa do seu acérrimo grupo de fãs, Family Guy chegou ao episódio cem e fez uma edição especial que já passou na televisão e circula já na Internet. Nesse episódio, o próprio autor da série, Seth McFarlane, entrevista um grupo variado de “americanos médios”, donas de casa, trabalhadores de todas as raças, eles próprios pais de família e decerto suburbanos. Todos eles se declaram aversos à série, na maior parte dos casos nunca tinham visto e unanimemente a censuram. Não a recomendariam aos amigos, muito menos a filhos. Consideram-na uma série doentia e sem valores morais.

O episódio inclui ainda alguns momentos “best of” ilustrativos e o resultado é genial, na forma como ilustra a vontade expressa de estar nos limites do humor, às vezes negro, às vezes mordaz, por vezes só completamente incoerente ou simples manifestação do ego do autor, capaz de seguir um determinado caminho só pelo prazer de lhe esticar os limites ou provocar o espectador.

Mais no site da série.

Lsoares Avatar-1Luis Soares é escritor e colabora com o obvious. Mais informações e textos deste autor no seu blog pessoal:blog.luis. soares

luis soares

escreve e gostava de só fazer isso, mas não pode. Gosta muito de cidades, sobretudo as que têm menos insectos que o campo. É lisboeta inveterado e tem a mania.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
x2
 
Site Meter