Viagens #29: Olhai os sacos plásticos no campo


 Viagens Tajana Marrocos Lixo Poluicao Sacos Plastico

O vale entrou na era da embalagem, e dessa forma na era do lixo. Os sacos plásticos são dados à mão cheia por cada merceeiro ou vendedor no mercado. E não são só os sacos: a proliferação de doces industriais, com papéis prateados e coloridos; os cartões de telefone pré-pagos; as embalagens de lixívia e de Tide - tudo isto se encontra nas aldeias e fora delas, amontoado em declives de terra, a formar pequenas lixeiras, espalhado nos caminhos. Os sacos plásticos, quase sempre pretos, voam com o vento e vão enfeitar arbustos e moitas de tomilho à beira da estrada.

Não há nenhum sistema de recolha ou tratamento de lixo no vale. Cada um queima o seu lixo doméstico - incluindo plásticos, embalagens que contiveram produtos químicos, metais e pilhas gastas. Mas este é um problema que afecta até, e ainda mais, cidades como Azilal, ou certos bairros pobres ou mais recentes de Marraquexe, por exemplo. Os arredores das cidades têm muitas vezes um ar de zona de guerra, com os prédios mal acabados, as ruas em terra, esburacadas, irregulares, não planeadas, postes e cabos precariamente suspensos, e, no meio de tudo isto, em grandes descampados ou por entre um bosque, montes e montes de lixo e embalagens usadas, meio espalhados, sacos plásticos pretos, papéis, colunas de fumo ocasionais, cabras e ovelhas e cães a remexer os restos.

 Viagens Tajana Marrocos Lixo Poluicao Sacos Plastico

A população não tem hábitos de higiene pública que evitem esta paisagem. Mesmo aqui, em plena montanha, compra-se um chocolate e a prata vai imediatamente para o chão, como cascas de batata que o próximo rebanho a passar pudesse limpar - isto mesmo entre as pessoas com educação e que comentam às vezes de forma preocupada o problema do lixo. Os motores dos carros ficam ligados tempos intermináveis com os carros parados (lembra-vos alguma coisa?). Nos táxis e transits há sempre alguém que enjoa - e lá vai o saco de plástico recheado pela janela. É uma coisa aflitiva, mas difícil de contrariar. Tenho dúvidas sobre a qualidade da água das nascentes das zonas mais baixas, cujo lençol passa por vezes em áreas habitadas. E mais ainda sobre a água dos canais de rega, que vão carregando restos de detergente e mais lixo disperso, e mesmo dos ribeiros - pelo menos daquele que passa em Tabant, à beira de um grupo de prédios baixos cujos esgotos, segundo percebi, desaguam directamente na rua, ao lado do rio, sem qualquer tratamento. Tal como as águas das casas-de-banho, onde as há, que saem para um qualquer buraco lá em baixo na terra.

Em Agosto fui pela segunda vez ao vale de Ourika e perdi toda a vontade de lá ficar: nas margens do rio, um rio de montanha pedregoso e de água clara, acumulavam-se garrafas de coca cola, sacos de plástico, latas, restos de sapatos e fraldas descartáveis - recordações dos fins-de-semana das famílias de Marraquexe, que vêm em massa à procura da frescura do vale como os lisboetas que rumam à Costa da Caparica (mas sem as imperiais). Um guia com quem comentei isto falou-me da dificuldade em fazer as pessoas terem cuidados de higiene ambiental, e que todos os anos organizavam, no fim do Verão, recolhas de lixo. Creio que são os guias os mais sensíveis a este assunto, por saberem como ele incomoda os turistas.

 Viagens Tajana Marrocos Lixo Poluicao Sacos Plastico

No meio de tudo isto, a sorte é que os marroquinos, pelo menos aqui nas montanhas, não têm ainda hábitos de consumo como os nossos. Ainda se vendem mercearias avulso, ainda não recebemos cinco talões por cada compra, e, sobretudo, ainda há pouco dinheiro para comprar. Aproveitam-se os grandes plásticos das paletes para forrar as mesas, e os bidões de gasolina para fazer portões. No dia em que o consumo aqui for como o europeu ou americano, no dia em que os artigos industriais se instalarem, no dia em que houver dinheiro para comprar motas e carros, o vale de Ait Bouguemez, como muitos outros sítios de Marrocos e do resto do mundo, vai encher-se de lixo e fumo. E vai continuar feliz.

 Viagens Tajana Marrocos Lixo Poluicao Sacos Plastico


deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //tajana