Peter Callesen - escultura em papel


 Arte Escultura Papel Monumental Origami Kirigami Peter Callesen

Parece um pequeno trabalho de origami - ou melhor, kirigami - feito num papel A4. Desenganem-se. O papel é na verdade cartão com 350 gr/m2, a base é uma folha rectangular com 6 metros de comprimento e o castelo mede 3 metros de altura. Surpreendentes, assim são as esculturas de papel recortado do artista dinamarquês Peter Callesen.

 Arte Escultura Papel Monumental Origami Kirigami Peter Callesen

 Arte Escultura Papel Monumental Origami Kirigami Peter Callesen

Na verdade Callesen não chama "esculturas" às suas peças; antes prefere chamar-lhe "instalações". Os trabalhos em papel representam apenas uma parte da sua variada obra que inclui expressões e materiais tão díspares como a água ou o gelo, as performances, o desenho e a pintura. Apesar destas peças de escala monumental serem as mais conhecidas o autor dedica-se também à pequena dobragem de papel, material que constitui a parte mais importante do seu trabalho recente.

A temática é recorrente e presente de uma forma mais ou menos explícita ao longo de toda a sua obra. Aborda um universo de memórias da infância e contos de fadas situadas a meio caminho entre o sonho e a realidade, por vezes com humor, outras vezes com ironia. Nestes trabalhos tudo é puro e irreal: o branco imaculado e a fragilidade efectiva do papel. Os pormenores exibem uma minúcia demasiado real. São, no fundo, cópias de impossibilidades.

 Arte Escultura Papel Monumental Origami Kirigami Peter Callesen

 Arte Escultura Papel Monumental Origami Kirigami Peter Callesen

 Arte Escultura Papel Monumental Origami Kirigami Peter Callesen

 Arte Escultura Papel Monumental Origami Kirigami Peter Callesen

 Arte Escultura Papel Monumental Origami Kirigami Peter Callesen

 Arte Escultura Papel Monumental Origami Kirigami Peter Callesen

 Arte Escultura Papel Monumental Origami Kirigami Peter Callesen

 Arte Escultura Papel Monumental Origami Kirigami Peter Callesen

Link


deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp //seven