o gravador solar de Campbell-Stokes


 Gravacao Luz Sol Ambiente Inovacao Antiguidade

Quando pensamos em gravar algo normalmente temos em mente som ou imagem mas, ao contrário do que pode ser natural imaginar podemos gravar outro tipo de informação muito diferente. John Francis Campbell teve a necessidade de gravar a luz solar num suporte que permitisse uma posterior consulta para investigação, criando assim em 1853 um protótipo que permitia efectuar o registo dos períodos em que o sol brilha. Este modelo foi posteriormente melhorado em 1879 por Sir George Gabriel Stokes, dando-lhe também o nome pelo que é conhecido, o gravador solar de Campbell-Stokes.

 Gravacao Luz Sol Ambiente Inovacao Antiguidade

Consiste numa esfera - com cerca de 10 cm de diâmetro - que concentra os raios de luz emitidos pelo sol queimando um material sensível ao calor previamente montado num suporte. A genialidade deste dispositivo esta também relacionado com a forma como são feitos os registos sucessivos, evitando que estes se sobreponham. Tal é assegurado de uma forma natural, contanto com a variação da altura do sol em função da época do ano em que este brilha. Sendo o angulo de incidência diferente, o registo não se sobrepõe ao anterior.

 Gravacao Luz Sol Ambiente Inovacao Antiguidade

Obviamente que esta é um explicação muito simplista do mecanismo, que possui um mecânica de funcionamento com vários cartões em função da captação de luz ser feita no hemisfério norte ou sul, de inverno ou verão.

Poderá comprar uma réplica da esfera de Campbell-Stokes aqui, por uma módica quantia de US$2.000. Mais informações sobre este tema, poderá ser obtido na Wikipédia (em inglês).


obvious magazine

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/tecnologia// @obvious, @obvioushp //obvious magazine