Graffitis americanos no Iraque


 EUA Iraque Soldados Americanos Graffiti Guerra

A invasão cultural parece ser a forma mais eficaz de domínio. Assistimos impotentes no dia-a-dia à proliferação das pipocas no cinema, da fastfood, das animações de Walt Disney, etc., símbolos e práticas do american way of life. Porém há factos menos conhecidos. A prolongada permanência de tropas americanas no Iraque está já a produzir um impacto cultural muito forte veiculado pelos hábitos dos soldados que, necessariamente, reproduzem ali os gestos que aprenderam na sua terra. Um deles é a mania de pintar paredes, carros, etc., com tintas em spray: os graffitis.

Na verdade os graffittis, como arte urbana ou como vandalismo puro, são actualmente uma parte importante da cultura norte-americana. Os soldados estacionados no Iraque cultivam-na, pois, escrevendo e desenhando em paredes, rochas, veículos civis e militares, com naturalidade, just like at home. Fazem-no tanto às escondidas como ostensivamente com o beneplácito dos seus superiores. Alguns deles chegam a tirar fotografias para mandar para casa. Há montes delas a circular na net...

 EUA Iraque Soldados Americanos Graffiti Guerra

 EUA Iraque Soldados Americanos Graffiti Guerra

 EUA Iraque Soldados Americanos Graffiti Guerra

 EUA Iraque Soldados Americanos Graffiti Guerra

 EUA Iraque Soldados Americanos Graffiti Guerra

 EUA Iraque Soldados Americanos Graffiti Guerra


deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 2/s/recortes// @obvious, @obvioushp //seven