Senhora das Marés


 Mar Oceano Praia Mare Salinas Tsunami

Era o primeiro dia do ano. Muitos nativos e turistas aproveitavam os agradáveis bares assentados à beira-mar. Mar este que estava a dezenas de metros de distância da orla. Camarão, peixe, cerveja e muitos carros disputando a maior potência musical. Pura animação. Mas, eis que uma variação climática, chuva e um raro fenômeno de subida de maré, transformou a bela tarde em um verdadeiro pesadelo.

De uma hora para outra, o mar veio em direção à praia, como um pequenino tsunami. As ondas, implacáveis, começaram a dragar tudo o que estava pela frente. E tirando os banhistas, só restavam carros para serem engolidos pelas águas revoltas. De nada adiantavam os esforços da população. Os veículos mais próximos dos bares chocavam-se, incontroláveis, uns contra os outros, enquanto os que estavam mais afastados eram levados pela maré. A subida repentina das águas não era algo novo na região, mas daquela forma, nunca havia acontecido. Porém, fica a sugestão. Sempre que você for para algum balneário desconhecido e observar que os bares e restaurantes ficam em palafitas; desconfie! Pare o carro bem longe da praia e curta o lugar despreocupado com a subida das marés.

 Mar Oceano Praia Mare Salinas Tsunami

 Mar Oceano Praia Mare Salinas Tsunami

 Mar Oceano Praia Mare Salinas Tsunami

 Mar Oceano Praia Mare Salinas Tsunami

 Mar Oceano Praia Mare Salinas Tsunami

 Mar Oceano Praia Mare Salinas Tsunami

 Mar Oceano Praia Mare Salinas Tsunami


andré montejorge

é publicitário, tem dois filhos e ama cozinhar. Edita o Bem Legaus além de colaborar com alguns blogs de várias nacionalidades. Pretende virar chef de cozinha e quem sabe manter um blog sobre culinária.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 2/s/recortes// @obvious, @obvioushp //andré montejorge