Novos formatos publicitários para vídeos na internet


IAB publicidade agencia negocio industria video

Era incontornável. O IAB - Interactive Advertising Bureau - publicou as linhas mestras que criam os standards publicitários para o formato de vídeo, mostrando que uma das tendências de médio prazo é a rentabilização deste género de conteúdos. Este documento já estava a ser muito antecipado pelos editores de sites, agências publicitárias e, obviamente, produtores de conteúdo.

O IAB é a autoridade que estabelece os padrões - ou pelo menos que os sugere - à industria publicitária, permitindo que por um lado os sites preparem os seus layouts para receber formatos perfeitamente identificados e, por outro, que as agências criativas trabalhem propostas que se encaixem nos objectivos dos seus clientes. É assim na Internet há uma série de anos bem como em outros suportes como, por exemplo, a televisão.

Desde o advento do YouTube, no entanto, não havia uma definição das melhores práticas que deveriam ser seguidas no vídeo, imperando a lei da selva nas poucas iniciativas que se viam um pouco por todo lado. Em parte, este comportamento derivava do facto dos vídeos na Internet serem mostrados em páginas que já possuíam formatos publicitários fixos, não tornando urgente o aparecimento de uma regulação para o vídeo em particular.

Todo este processo, no entanto, foi acelerado em parte pelo facto de observarmos que há uma grande tendência de convergência global nos diversos serviços. Actualmente já conseguimos ver vídeos de serviços como o YouTube e Sapo Vídeos em dispositivos móveis, bem como em outras plataformas tecnológicas, como por exemplo a IPTV. Assim, começou a ser urgente encontrar modelos de rentabilização para conteúdos específicos de vídeo, sendo inviável fazê-lo sem um conjunto claro de regras que fossem genericamente aceites pela indústria global.

Muitos dos formatos definidos neste documento já estão minimamente aceites e inclusive implementados em diversos players, como por exemplo a capacidade de mostrar um pequeno anúncio publicitário em formato de pre-roll (antes do vídeo começar) e post-roll (após todo o vídeo ter passado. No entanto, novos formatos de publicidade, como o overlay de anúncios (em cima da imagem em formato transparente) carecia de standarização. As novas directrizes fazem essa definição, mantendo o tempo dos anúncios entre 5 a 15 segundos. Adicionalmente, são permitidos anúncios em overlay persistentes, que permanecem visíveis durante todo o vídeo (em rodapé). Fica também regulado que o tempo máximo de um anúncio em pre-roll será de 30 segundos.

Enfim, no caso do leitor estar minimamente interessado nas próximas movimentações do mercado em relação a estes formatos, ou se tem curiosidade em saber em detalhe tudo o que foi proposto pelo IAB, recomendo vivamente uma leitura do PDF que regula estes formatos e boas práticas: IAB Digital Video Ad Format Guidelines and best Practices.

Dos dos formatos referidos, ficam dois exemplos de anúncios em vídeos.

IAB publicidade agencia negocio industria video

IAB publicidade agencia negocio industria video

Preparem-se para *muita* publicidade nas vossas vidas.


obvious magazine

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/tecnologia// @obvious, @obvioushp //obvious magazine