notas soltas #3


ZZ62F2CE5E.jpg

É impossível falar de tudo com a profundidade que desejamos. notas soltas é um apontamento semanal sobre os diversos blogs que constituem a nossa realidade do dia-a-dia e também sobre muitos assuntos dos quais não temos possibilidade de falar. Ficam umas dicas de leituras obrigatórias da semana que passou.

O dihitt é um site como o Digg que está a ajudar a organizar uma iniciativa de jornalismo colaborativo - o blogueiro reporter - em que o voto das pessoas garante popularidade aos artigos. Sugiro que visitem a iniciativa e, se acharem que merece, votem no artigo do obvious.

***

O Marco, no seu cada vez melhor bitaites, dá uma série de dicas para todos os novos bloggers que por ai andam à solta. É prudente ler com atenção as sete regras para escrever melhor.

Com humor, a Folha de Seu Paulo fala do novo Macbook Air.

Para os apreciadores de cerveja, nada com possuir uma ferramenta que permita saber o preço em 189 países.

Para os apreciadores de arte, o Sampson propõe uns calções inspirados no trabalho do talentoso Michelangelo.

Este post não seria um post sem falar do twitter, certo? (not). Que tal twittar musica? fica a ideia do remixtures. O Rui Costa, também dá umas achegas.

***

Se você é uma daquelas pessoas que arrasa corações e colecciona diversos fósseis das relações anteriores, veja o que a Pati Rabelo sugere no update or die.

O Tiago Dória refere que a Playboy inaugurou um canal no Youtube e convida as diversas candidatas a playmate a enviar um video (pelo youtube) para concorrer. Sinais dos tempos.

***

Hoje há conquilhas chama a atenção para o filme do realizador israelita Ari Folman, que o apresentou no Festival de Cannes de banda desenhada. Esta proposta descreve a matança de refugiados palestinianos.

A crisálida desabafa: Psicólogo é coisa de rico. Terapia de pobre é assistir o programa do Pastor da Igreja Universal. Liga a TV IURD, começa a ouvir o Pastor pedindo dinheiro pros sofredores e deprimidos, que rapidinho o pobre se cura...

Deus criou a mulher tem vindo numa grande saga a identificar mulheres bonitas que merecem ser vistas.

***

Não perca ainda as escritas serenas do crónico, juntamente com alguns fiapos do cotidiano.

A Fabiane Lima ainda está pensando num bom texto para colocar na descrição do seu perfil... até lá, porque não dar uma olhada no megalopolis?


obvious magazine

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //obvious magazine