New Media design


 Design Livros Comentario Grafico

Numa época em que o design ganha cada vez maior ênfase e importância na criação de experiências simultaneamente ricas do ponto de vista da aprendizagem e da reflexão sobre o mundo em que vivemos, numa fruição simultaneamente ética e estética aberta a uma cultura de entretenimento, decidi recomendar dois livros bastante interessantes que contextualizam bem os desafios que enfrentam os designers gráficos num mundo contaminado pelos media interactivos, pela sociedade da informação e pelas indústrias culturais.

O livro “New Media Design” de Tricia Austin e Richard Doust (Laurence King Publishers) editado em Londres em 2007 é, na sua generalidade, um interessante manual para estudantes das licenciaturas de design, cinema, audiovisual e media interactivos pois aborda e explica, de forma muito clara, como os designers dos meios electrónicos podem usar o computador para tirar partido das suas produções interdisciplinares combinando um conhecimento consistente na área da cor, da tipografia, da composição, do movimento e acima de tudo da criatividade na elaboração de conceitos inovadores e sustentados. Este livro apresenta noções básicas sobre a história das interfaces e interacções humano-máquina e faz um pouco um estado-da-arte dos ateliers emergentes em motion graphics, jogos digitais, animação, design para a rede, design de som, concepção e produção de experiências interactivas para museus e eventos públicos, entre outros. O livro é ainda útil na medida em que explicita, de forma muito bem fundamentada e com uma ampla perspectiva, o perfil, competências e conhecimento necessário para trabalhar na área da arte e do design interactivos.

 Design Livros Comentario Grafico

O outro livro que recomendo é de Alice Twemlow e chama-se "What is Graphic Design For?" (RotoVision, 2006). Existe a tradução em português, “Para que serve o design gráfico?” (editora Gustavo Gili, 2007), mas não aconselho pois tem alguns excertos de texto absolutamente incompreensíveis e sem qualquer revisão. Neste livro, encontramos um conjunto de escritos fundamentais sobre o papel do designer na contemporaneidade. Advoga-se a necessidade de estimular reflexões abrangentes que tenham em conta escritas em colaboração, promovendo uma cultura do designer como autor, editor, produtor e empresário. Discute-se a importância de um design activista, sustentado e aberto à teoria da complexidade que tenha em consideração a relação com as pessoas e com os contextos para o qual é criado. Da tipografia experimental aos sistemas de mapeamento, sinalização, identidade, publicidade, escrita, encenação e design de software a problemas relacionados com a concepção de sistemas de informação e de difusão. Apresentam-se ainda inúmeros portfólios de ateliers e designers que exploram relações experimentais e inovadoras no seu processo de trabalho. Entre os vários exemplos seleccionados para divulgação neste livro encontra-se o atelier português barbara says. Um atelier que é, sem dúvida, um excelente exemplo do que melhor se faz na área do design em Portugal nomeadamente a capacidade de integração e citação da cultura e da tradição simbólica portuguesa, através de incursões pelo vernáculo luso e pela simbologia popular. A descobrir.


patricia Gouveia

é uma personagem do jogo Mouseland. Dedica-se a viajar no ciberespaço e em realidades alternativas reais que misturem realidade e ficção numa constante exploração e experimentação lúdica.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/design// @obvious, @obvioushp //patricia Gouveia