2008 em imagens - fotografias do New York Times


 2008 Ano Jornalismo Mundo New Times York Jactos de fogo de artifício saem da cobertura do estádio olímpico de Pequim durante a cerimónia da abertura dos Jogos Olímpicos (foto de Doug Mills)

O fotojornalismo é simultaneamente uma profissão dura e apaixonante. Os repórteres fotográficos procuram estar em todo o lado, sempre atentos, à espera que algo aconteça, para o registar numa imagem fotográfica. Não possuem uma vida própria: não descansam, não param, não dormem e, se o fazem, é com a a sua câmara na mesa de cabeceira. Presenciam cenas de alegria e sucesso como também cenas de dramáticas de dor, miséria e sofrimento humano. É preciso ter estômago. A sua recompensa, aquilo que os faz persistirem teimosamente nesta profissão, aquilo que os apaixona, será talvez dar a conhecer ao mundo esses momentos, imortalizando-os.

Para além da sua importância documental e qualidade técnica, são imagens de grande impacto e emotividade captadas por quem esteve muito próximo dos acontecimentos e os viveu intensamente com toda a certeza. São testemunhos na primeira pessoa. No seu site, o grande jornal americano New York Times disponibiliza 160 fotografias realizadas por alguns dos mais destacados fotojornalistas mundiais. Ficam aqui apenas algumas que seleccionámos e a sugestão para uma visita obrigatória ao site.

 2008 Ano Jornalismo Mundo New Times York Papa Bento XVI celebra missa ao ar livre no Yankee Stadium durante a sua visita aos EUA (foto de Chang W. Lee)

 2008 Ano Jornalismo Mundo New Times York Soldado americano transporta nos braços um bebé encontrado numa casa no Iraque. A família pôs-se em fuga após um ataque das forças americanas (foto Michael Kamber)

 2008 Ano Jornalismo Mundo New Times York Irina Dvorovenko na gala de abertura do American Ballet Theater (foto de Sara Krulwich)

 2008 Ano Jornalismo Mundo New Times York Barak Obama discursando debaixo de chuva intensa (foto de Damon Winter)


benjamin mendes

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 6/s/fotografia// @obvious, @obvioushp //benjamin mendes