Joni "blue" Mitchell - puppet love



 Blue - Joni Mitchell

É a voz mais inteligente e bonita do mundo. E o mundo é um dia, o mundo dura alguns minutos, uma hora, o mundo é uma mão cheia de canções. Dei-lhe a volta à discografia mas é no "Blue" que tudo em mim entra em rota de satélite e desaparece. O "Blue" é um dos raríssimos discos em que tudo sem excepção fez e faz sentido do princípio ao fim. A descoberta foi simples: ofereceram-mo e eu, que não suspeitava, ouvi-o e pedi asilo lá dentro em cada momento. Mas em "Blue", transparente, gelado e belíssimo, nada é simples. Ou fácil. Excepto, talvez, a gentileza extraordinária com que se impõe, sendo, como é, o Inverno à espera no Verão mais esplendoroso, a aprendizagem magnífica do medo. Nunca irrepreensível, nunca só música.

Joni Mitchell podia cantar sem mais nada, mas usa um appalachian dulcimer.

As cordas somos nós.

California (BBC):

São Reino

é uma colaboradora multifacetada do obvious, verdadeira malabarista que tanto escreve sobre arte como aparos de canetas.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
v3/s
 
Site Meter