Museu de planeamento urbano de Tianjin


 Arquitectura Arquitetura China Museu

É um facto que muita da arquitectura mundial mais espectacular e inovadora da actualidade tem lugar na China, fruto da abertura ao Ocidente e do enorme crescimento económico do país. Alguns dos mais destacados arquitectos mundiais encontram ali mercado para os seus projectos e, mais importante ainda, para a sua construção. Os concursos de arquitectura para grandes obras sucedem-se, como aconteceu aquando da realização dos últimos Jogos Olímpicos. Recentemente, um original projecto da firma holandesa de Architekten Cie foi declarado vencedor de um concurso internacional de arquitectura para a construção do museu de planeamento urbano de Tianjin.

O edifício é vasto e ambicioso. Numa área de 29 000 m2 estão incluídas zonas de escritórios, estacionamento, centro de conferências e ainda galerias e oficinas de pintura. Mas é ao nível da concepção que se revela a originalidade do projecto. Desenhado em pareceria com a prestigiada firma de soluções de engenharia Arup Amsterdam e com a UNIT Architects, de Xangai, possui uma estrutura e uma forma que combinam materiais e processos construtivos tradicionais chineses com alta tecnologia. O resultado é verdadeira arquitectura sustentável.

A imagem do edifício assemelha-se a blocos de mah-jong devido à sobreposição de blocos e à existência de numerosos espaços livres que se justificam por razões de acessibilidade, iluminação natural e ventilação. Paredes e tectos revestidos com materiais naturais, a presença de constante de vegetação, painéis com engradados e pinturas e diversos elementos decorativos, tornam a semelhança com a arquitectura tradicional chinesa talvez o seu aspecto mais bem conseguido deste projecto.

 Arquitectura Arquitetura China Museu

 Arquitectura Arquitetura China Museu

 Arquitectura Arquitetura China Museu

 Arquitectura Arquitetura China Museu

 Arquitectura Arquitetura China Museu

 Arquitectura Arquitetura China Museu

 Arquitectura Arquitetura China Museu


benjamin mendes

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/arquitetura// @obvious, @obvioushp //benjamin mendes