Chen Xiao: como vender sua vida

Chen Xiao nasceu na província de Hunan, na China, mas hoje, aos 26 anos, vive em Benjin uma vida cheia de rumos que ela não escolheu: sua rotina baseia-se no que internautas querem que ela faça, escolha que custa módicos 3 dólares.


china venda vida oriente

Em 2007, o livro The 4-hour workweek chegou as lojas expondo teorias que podem parecer bem estranhas a primeira vista; Tim Ferris, o autor, defende que podemos todos trabalhar menos e ganhar mais terceirizando nossas vidas e tarefas cotidianas. Viver a vida de um novo rico, de uma celebridade, fazer o que qualquer grande corporação faz: pôr pessoas de fora para realizar os serviços infra-estruturais enquanto ela se preocupa com seus negócios. Para Ferris, alugar horas de chineses e indianos pela internet para que resolvam seus problemas é o melhor caminho para viver uma vida muito mais cheia de gozos.

Analisando, Chen Xiao percebeu que seu 2008 não tinha sido nada bom: amigos queridos haviam se divorciado, sua cidade foi devastada por um furacão, sua loja favorita declarou falência e um terremoto deixara mais de 13 mil mortos em seu país. Ato contínuo da descoberta desagradável, Chen pensou que, diante daquilo tudo, já não fazia ideia de que rumos tomar para o próximo ano que se aproximava. A decisão? Abrir mão das decisões e dedicar-se as escolhas que os outros fizessem para ela.

Foi assim que nasceu o site onde Chen vende seus dias. Hospedada no portal de negócios Taobao, a chinesa de 26 anos acompanha os pedidos dos interessados em delegar para ela tarefas como comprar flores, assistir aulas, escrever textos, acompanhar a irmã mais velha em uma viagem, dar ração a cães... desde que não seja ilegal, abusivo ou violento Chen Xiao executa com uma alegria acima de suspeitas.

A bela mocinha de Benjin representa uma nova modalidade da tendência observada por Timothy Ferris em sua prática do mobile lifestyle: os indianos, por exemplo, já há muito perceberam que trabalhamos excessivamente por tentar controlar todas as tarefas do dia-a-dia, ao invés de entregar a execução dos detalhes para outros; eram esses, justamente, os contratados por Ferris. Mas Chen Xiao é um outro lado; mais do que ser uma outsorcer, ela se oferece para uma espécie de reality show em que é teleguiada pelos frequentadores da sua página. O principal serviço que oferece é dar as pessoas a possibilidade de fazerem coisas pequenas ou grandes que desejem, mas através de outra. Assim, Chen realiza tanto depósitos bancários, almoça com mendigos, conhece lugares e cumprimenta desconhecidos para deleitar seu público pagante.

Os negócios vão bem. Em três meses, Chen já atendeu a mais de 100 clientes que geraram algo em torno de 3 mil yenes para ela. No 14 de Fevereiro, um homem pagou pelo equivalente a todo um dia de Chen Xiao para que a moça o ajudasse com um presente para sua namorada. Os pedidos podem ser feitos de qualquer parte do mundo e o curioso negócio tem inspirado outros donos de site a criar estratégias de incremento para suas vendas online além de fortalecer as tendências de outsorcing pessoais.

china venda vida oriente

china venda vida oriente


Priscilla santos

é adoradora de cervejas e colabora com a obvious.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Priscilla santos