Stonehenge - celebração do nascimento do sol

Na madrugada do dia 21 de Junho, data em que ocorreu o Solstício do Verão, milhares de pessoas dirigiram-se em peregrinação a Stonehenge para assistir ao nascimento do Sol. É um acontecimento único e quem já lá esteve ficou deslumbrado com a visão dos primeiros raios a erguerem-se no horizonte em perfeito alinhamento com os megalitos. Espectáculo ímpar, imagens magníficas.


 Stonehenge - celebração do nascimento do sol Fotografia de Matt Cardy

Todos os anos no Solstício do Verão Stonehenge é visitado por milhares de pessoas. Este ano falou-se em mais de 35000 aglomeradas em torno do famoso círculo de pedras, disputando literalmente um lugar ao sol. Têm razão para o fazer: o espectáculo do nascimento do astro-rei em perfeito alinhamento com os colossais megalitos no dia mais longo do ano é - diz quem já assistiu - místico e perturbante, mas invariavelmente belo. Os fãs do ocultismo e do paganismo sentem-se transportados com o apelo do momento, vestem-se com trajos rituais e simulam até as supostas práticas dos antigos druidas; celebram-se casamentos; toca-se nas pedras; tiram-se fotografias. Stonehenge é espectáculo para além do nascimento do Sol.

Durante muito tempo o monumento e o seu significado estiveram envoltos em mistério e deram origem a numerosas lendas. Uma teoria afirmava que tinha sido edificado por gigantes; outra pelos druidas celtas que o usavam para algum tipo de ritual religioso. No entanto a explicação era bem mais simples: Stonehenge era um colossal observatório astronómico destinado a registar com precisão certos acontecimentos importantes, como era o caso do Solstício do Verão. Não esqueçamos que foi edificado em pleno apogeu das civilizações agrícolas, para quem este tipo de informação era vital para as sementeiras e colheitas, ou seja, para a sobrevivência.

 Stonehenge - celebração do nascimento do sol Fotografia de Matt Cardy

Mas este ano, como em muitos outros, a multidão expectante teve uma desilusão. O Sol nasceu pontualmente às 4h58 da madrugada (hora local) mas ninguém o viu, escondido que estava sob um espesso manto de nuvens. São as vicissitudes do clima inglês.

 Stonehenge - celebração do nascimento do sol Fotografia de Matt Cardy

 Stonehenge - celebração do nascimento do sol Fotografia de Matt Cardy

 Stonehenge - celebração do nascimento do sol Fotografia de Matt Cardy

 Stonehenge - celebração do nascimento do sol Fotografia de Akira Suemori

 Stonehenge - celebração do nascimento do sol Fotografia de Akira Suemori

 Stonehenge - celebração do nascimento do sol Fotografia de Akira Suemori

 Stonehenge - celebração do nascimento do sol Fotografia de Matt Cardy

Fonte: Sacramento Bee - The Frame


benjamin mendes

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //benjamin mendes