arte da dobragem de papel

Na linha do origami, Simon Schubert apresenta-nos uma forma diferente de fazer arte com este meio tão simples e sedutor: o papel.


arte papel dobragem origami Simon Schubert

Simon Schubert inicia o seu trabalho da forma mais simples que podemos conceber, com uma folha de papel em branco. A partir daí, com um conjunto de dobragens, vai deixando marcas que se ajustam para formar desenhos que parecem traçados a tinta invisível. O resultado, pela simplicidade dos meios utilizados, é belo e sedutor.

Nascido em 1976 em Colónia, na Alemanha, está ligado às artes desde muito cedo. Fortemente inspirado no Surrealismo e em Samuel Beckett, os trabalhos de Schubert abrangem sobretudo temas arquitectónicos, situações comuns e objectos do nosso quotidiano. Apesar de utilizar diversos materiais sofisticados em alguns trabalhos, foi com a simplicidade das dobragens de papel que muito da sua obra foi divulgada e conhecida.

arte papel dobragem origami Simon Schubert

arte papel dobragem origami Simon Schubert

arte papel dobragem origami Simon Schubert

arte papel dobragem origami Simon Schubert

arte papel dobragem origami Simon Schubert

Mais trabalhos e imagens no site pessoal.


benjamin mendes

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp //benjamin mendes