Os automóveis de Raymond Loewy

O extraordinário designer Raymond Loewy concebeu alguns dos mais bem sucedidos equipamentos da indústria moderna: utensílios domésticos, locomotivas, embalagens e até o interior da estação espacial da Nasa, o Skylab. Nesta lista infindável não podiam faltar também os automóveis.


 Studebaker Commander Starliner - 1953 Studebaker Commander Starliner - 1953

Não é exagero afirmar que Raymond Loewy se encontra entre os dois ou três designers mais importantes do século XX. De origem francesa, desenvolveu a maior parte da sua actividade nos EUA onde estabeleceu uma relação privilegiada com a maior indústria do mundo. Em todos os seus projectos e obras revelou uma capacidade notável para entender as máquinas e os sistemas e para ver mais além. Foi sensato e arrojado ao mesmo tempo e definiu novos standards para o design moderno. O famoso estilo streamline, por exemplo, tão característico do design dos anos 50', teve origem na sua prancheta de desenho. Entre os equipamentos e objectos que desenhou - e foram muitos - não podia faltar um dos produtos mais queridos da indústria americana: o automóvel.

A colaboração de Loewy com a indústria automóvel iniciou-se bem cedo, em 1936, ao ser contratado pela empresa Studebaker como consultor. Mais tarde passou a executar diversas tarefas de design, entre as quais a reformulação do logótipo da marca. Somente em 1953 surgiu a oportunidade de conceber um novo modelo destinado a um segmento de clientes jovens. Loewy desenvolveu o projecto com o designer Robert E. Bourke. Nasceu assim o Starliner, conhecido como o primeiro automóvel desportivo americano. Novos padrões foram estabelecidos com este modelo que são ainda hoje atributos de qualquer automóvel desportivo, como o perfil longo e baixo e uma frente em cunha com o radiador oculto atrás da grelha. Com este projecto também inverteu o gosto exagerado pelos cromados - chamava aos carros americanos da época "jukeboxes sobre rodas".

Pouco depois Loewy deixou a Studebaker e desenhou uma série de outros automóveis desportivos para diversas marcas. Em 1956 foi convidado pela Jaguar para conceber um novo coupé. Pouco se sabe do destino deste protótipo, excepto que não passou disso mesmo. As fotografias são raras mas revelam os tradicionais princípios estilísticos do designer, aos quais se acrescentavam algumas inovações: uma traseira curta e rebaixada e o tejadilho inclinado. Quem olhar para o famoso Jaguar XK-E, desenhado por Malcolm Sayer em 1961, não consegue deixar de ver ali influências do anterior projecto de Loewy.

 Jaguar coupé - 1956

 Jaguar coupé - 1956

 Jaguar coupé - 1956 Jaguar coupé - 1956

Em 1957 foi a vez do BMW 507, apresentado no Paris Auto Show desse ano. As mesmas características estilísticas estão presentes neste protótipo que, tal como o Jaguar, não chegou a ser produzido. Em vez deste foi escolhido o projecto de Albrecht Graf Goertz. Depois, em 1960, Loewy projectou o Lancia Loraymo, palavra que foi composta com três sílabas do seu próprio nome. Neste projecto o design modificou-se um pouco. Podemos ver uma frente agressiva com uma enorme grelha ladeada por dois faróis que, como alguém disse então, lembram a cabeça de um tubarão-martelo.

 BMW 507 - 1957

 BMW 507 - 1957 BMW 507 - 1957

 Lancia Flaminia Loraymo - 1960

 Lancia Flaminia Loraymo - 1960 Lancia Flaminia Loraymo - 1960

O projecto derradeiro de um automóvel e o culminar da carreira de Loewy ocorreu em 1961, com o regresso à Studebaker para desenhar o Avanti. As grandes linhas do automóvel ficaram prontas num tempo recorde, cerca de quinze dias, graças à experiência e confiança do designer nos seus princípios. Desta vez o projecto passou à produção e os primeiros exemplares saíram da linha de montagem ainda em 1962. Era um dos carros mais avançados e mais bem equipados do seu tempo. Possuía travões de disco à frente, elementos da carroçaria em fibra de vidro e um painel de instrumentos invulgarmente ergonómico. Pouco tempo depois a Studebaker encerrou e a produção cessou, não sem que antes o Avanti se tornasse um sucesso e entrasse para a galeria dos automóveis míticos.

 Studebaker Avanti - 1962

 Studebaker Avanti - 1962 Studebaker Avanti - 1962

Fonte: The Avanti


benjamin mendes

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 6/s/design// @obvious, @obvioushp //benjamin mendes