As grandes câmaras fotográficas do século XX: a Ermanox

O primeiro de uma série de três artigos sobre as câmeras que marcaram a evolução da fotografia ao longo do século XX. Conheça a Ermanox (ou Ernox), a primeira câmera verdadeiramente moderna.


 Ermanox ou Ernox

Se tivesse de eleger as três câmaras fotográficas mais importantes do século XX não hesitaria em seleccionar a Ermanox, a Leica e a Nikon, por ordem cronológica. Hoje falarei da Ermanox (ou Ernox). Escolhi-a porque foi a primeira câmara fotográfica verdadeiramente moderna, que abriu o caminho ao aparecimento de todas as outras. Em 1924 foi posta à venda ao público sob o nome de Er-Nox e as suas características inovadoras eram tantas que se impôs rapidamente como um novo paradigma, deixando para trás toda a concorrência. Um novo conceito de câmara fotográfica - aquele que conhecemos hoje - tinha nascido.

O seu inventor e fabricante, Heinrich Ernemann, não era novo no ramo. Em 1907 tinha inventado e produzido a primeira câmara SLR, sigla que designa que a mirada é feita através da objectiva graças a um sistema de espelhos. Estava, portanto, na vanguarda da tecnologia. Quase todas as câmaras da época eram feitas de madeira e as suas objectivas eram pouco luminosas. Estes dois factores tornavam-nas volumosas e pesadas, necessitando de um conjunto de acessórios extenso, entre os quais um tripé figurava como obrigatório.

 Ermanox ou Ernox

 Ermanox ou Ernox

À excepção das Kodak, que usavam um filme fotográfico em rolo que dava para muitas fotos, quase todas as câmeras usavam chapas únicas. A Ermanox não era excepção. Mas a sua caixa era feita de metal revestido a pele e tinha o tamanho exacto para uma chapa comum de 6 x 4,5 cm (no ano seguinte surgiu uma versão para chapas de 6 x 9 cm). Era pequeníssima e leve e por isso extremamente portátil. Além disso possuía uma objectiva revolucionária e muito luminosa de f 1.8, a Ernostar, maior que o corpo da máquina, e o famoso sistema SLR. Olhar para a Ermanox é olhar para uma câmara actual.

Estas características tornaram-ma portátil e funcional, adequada a reportagens jornalísticas (o termo fotojornalismo era ainda inexistente). Graças à situação financeira da Alemanha, foi exportada a preços muito baixos para diversos países, facto que salvou a empresa da falência nos anos difíceis do pós-guerra. Tornou-se famosa nas mãos de fotógrafos como Erich Solomon, que fez dela a sua ferramenta exclusiva de trabalho, e Alfred Eisenstaedt. A sua popularidade só começou a diminuir quando surgiram no mercado as câmaras de 35 mm, nomeadamente uma certa Leica.

 Ermanox ou Ernox

Quanto ao genial Heinrich Ernemann a sua história de sucesso não ficou por aqui. Em 1926 integrou a conceituada firma Zeiss. Durante a sua vida registou nada mais nada menos do que 213 patentes.


benjamin mendes

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/fotografia// @obvious, @obvioushp //benjamin mendes