As invenções mais idiotas do século XX

O que é isso? Uns óculos com umas venezianas? Se a ideia nos parece idiota agora, não haveria razão para que não fosse idiota há 50 anos atrás. Mas, por incrível que pareça, alguém a achou genial na altura. Conheça algumas das invenções mais estúpidas e inúteis do século XX.



 As invenções mais idiotas do século XX

Inventar é preciso. Sabemos que, ao longo da História, muitas invenções falharam para que uma resultasse. Sabemos também que muitas ideias boas não passaram das pranchetas de desenho, por falta de financiamento ou tecnologia apropriada. Mas as invenções de que vos queremos falar hoje não são as que têm origem em ideias geniais de mentes brilhantes de sábios desafortunados. São aquelas idiotas, verdadeiramente idiotas, que damos graças a Deus por nunca terem sido construídas... O século XX está cheio destes exemplos patéticos. A revista LIFE dedicou um número a estas infelizes invenções de que seleccionámos algumas, as mais estúpidas entre as estúpidas, como este dispositivo de 1955 para fumar um maço de cigarros inteiro ao mesmo tempo...

Pelos vistos nesta época o fumo estava bastante em moda. No ano anterior Robert L. Stern, presidente da Zeus Corp., inventou esta boquilha para poder desfrutar o seu cigarro tranquilamente nos dias de chuva ou de neve. Na mesma altura, alguém teve a ideia de construir uma boquilha dupla, para que o mesmo cigarro fosse tragado por duas pessoas em simultâneo. Aparentemente, os autores destas invenções levavam-se a sério.

 As invenções mais idiotas do século XX

 As invenções mais idiotas do século XX

O Cat-Mew, um invento de 1963, é o primeiro dispositivo para afastar ratos verdadeiramente amigo dos animais. Contrariamente às outras armadilhas, não captura ou mata os pequenos roedores. Ao invés, produz de 5 em 5 segundos um som que imita o miar do gato com o fim de meter medo aos ratinhos. Funciona com duas pilhas que alimentam um pequeno motor. Made in Japan, é claro.

 As invenções mais idiotas do século XX

Em 1966 a televisão era ainda novidade em muitos países do mundo e exercia uma fascinação sem limites. Não admira, por isso, que este inventor britânico, Clive Sinclair, tenha construído um aparelho miniatura para poder seguir as emissões televisivas a todo o momento. Repare-se no ar orgulhoso do inventor, e sobretudo na espessura das lentes dos seus óculos... Mais radical foi Hugo Gernsback, na foto abaixo, que em 1963 construiu uns óculos-tv para não perder pitada dos seus programas favoritos.

 As invenções mais idiotas do século XX

 As invenções mais idiotas do século XX

Esta invenção é verdadeiramente surpreendente: o pneu luminoso. Apresentado pela Goodyear em 1961, é um pioneiro da tecnologia tubeless. Consiste numa única peça de borracha sintética sem câmara de ar que é iluminada por intermédio de uma série de lâmpadas montadas no interior da jante metálica. Embora o aspecto de um automóvel com as quatro rodas iluminadas seja colossal, não se vislumbra muito bem a utilidade do invento. Não obstante, a empresa sugere que seria óptimo para as senhoras apanharem as malhas caídas nas suas meias...

 As invenções mais idiotas do século XX

A metralhadora para disparar nas curvas, inventada em 1953, deixa-nos verdadeiramente perplexos quando ao seu funcionamento, não só porque se dispara às cegas, como também pelo efeito que pode provocar o projéctil num cano curvo. Ignoramos se alguma vez foi testada. Ideal para dar tiros no pé.

 As invenções mais idiotas do século XX

Poderão apreciar estes inventos e muitos outros igualmente idiotas no número da LIFE dedicado a este assunto.

benjamin júnior

determined dreamer • food evangelist • life enthusiast • professional problem solver • internet ninja • coffee junkie.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
x7
 
Site Meter