Bugatti Galibier 16C Concept

Se considera o Bugatti Veyron uma obra-prima automóvel, então renda-se incondicionalmente à beleza, ao luxo, ao requinte e à perfeição da última criação da prestigiada marca, o Galibier 16C, que muitos já dizem ser o mais belo automóvel alguma vez construído. Digno de um rei ou de um príncipe; inacessível ao comum dos mortais.


 Bugatti Galibier 16C Concept

O lançamento de um novo Bugatti é sempre um acontecimento fora-de-série. Com efeito, a prestigiada marca fundada por Ettore Bugatti dispensa qualquer tipo de apresentações e, mesmo muitos anos passados sobre a época de ouro do automóvel, mantém intacta a sua aura mística. Cada novo modelo chega até nós avassalador, com o porte de um rei que desfila sobre uma longa passadeira vermelha, ricamente vestido e adornado com pedrarias, e seguido de um imenso séquito. Luxo, requinte, perfeição, majestade, beleza - os adjectivos não bastam para descrever o novo Galibier 16C Concept. Não somos nada ao lado da sua perfeição absoluta.

Um veículo como este não surge do nada. Um longo caminho foi percorrido até aqui que é, no fundo toda a tradição Bugatti. O Galibier 16C é como uma pedra polida por anos e anos de erosão que lhe conferiram a sua forma magnífica. Para quem conhece a história da marca não será difícil ver nele os majestosos modelos da série Royale, com o longo compartimento do motor escondendo grandes e potentes máquinas e a sua traseira curta e redonda. De resto, até pelo seu nome, não é segredo para ninguém que este modelo se inspira no belíssimo Type 57C Atlantic, de 1937, um automóvel inovador para o seu tempo, com uma carroçaria aerodinâmica composta por duas peças moldadas em alumínio e unidas longitudinalmente por um cordão de rebites. Assombroso.

 Bugatti Galibier 16C Concept

 Bugatti Galibier 16C Concept

 Bugatti Galibier 16C Concept

No que toca à excelência tecnológica o novo modelo faz jus ao seu antecessor. A inconfundível carroçaria foi executada manualmente em painéis fibra de carbono azul escuro e alumínio polido. O compartimento do motor abre-se através de duas portas em asa, revelando um enorme bloco de 8000 cc. e 16 cilindros sobrealimentado, debitando 800Cv e capaz de levar o Galibier a ultrapassar alegremente os 350 km/hora. E como se não bastasse - pasme-se! - este motor tem a possibilidade de funcionar a etanol, prometendo performances verdadeiramente surpreendentes. Travões em cerâmica e uma suspensão sofisticada foram especialmente concebidos para conseguir manter na estrada a altas velocidades um veículo desta dimensão e deste peso.

Como seria de esperar os interiores são irrepreensíveis em matéria de luxo e requinte. Muito sóbrios e funcionais, estão revestidos em pele castanho-claro com aplicações em raiz de nogueira. Para além do painel de comandos, a consola central exibe dois mostradores circulares, muito clássicos, que permitem a todos os passageiros a leitura da velocidade e desempenho do motor. Na consola existe também um relógio Tourbillion Parmigiani Reverso amovível, que pode ser colocado no pulso do condutor. Pequenos pormenores que nos dizem que um Bugatti não é apenas mais um automóvel entre os outros. Por isso é que há tão poucos.

Ainda não há qualquer estimativa de preços ou perspectiva de produção para este fabuloso concept car. O actual presidente da marca, Franz-Josef Paefgen, admitiu no entanto que este modelo é apenas um entre vários outros que serão concebidos para comemorar o centenário da marca. Nós ficamos à espera, ansiosos.

 Bugatti Galibier 16C Concept

 Bugatti Galibier 16C Concept

 Bugatti Galibier 16C Concept

 Bugatti Galibier 16C Concept

 Bugatti Galibier 16C Concept


benjamin mendes

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/design// @obvious, @obvioushp //benjamin mendes