andreas rocha – pinups e fantasia

Andreas Rocha é um designer português que trabalha actualmente para uma agência de publicidade, mas que nas horas vagas faz pinups e ilustrações de fantasia. Saiba mais sobre este lisboeta.



O que o levou a desistir da sua profissão? Primeiro a fantasia, depois as pinups. Admirando designers como Drew Struzan e Jeff Easley, a paixão pela ilustração de fantasia nasceu quando tinha 12 anos e o passatempo foi se tornando cada vez mais sério, principalmente quando descobriu a pintura digital durante a universidade. A partir daí, investiu nas pinups e nas imagens mais eróticas, desenhando retratos e personagens. A colecção destas imagens é ainda uma parte importante no seu trabalho.

pinups fantasia Andreas Rocha

À medida que o trabalho de Rochas foi evoluindo, mostrou-se mais favorável a pinturas matte, ou seja, a representações de paisagens e ambientes que pertencem a um mundo fantástico. Podem admirar-se campos com horizontes distantes, pautados por grandes montanhas, árvores ou ruínas e, muitas vezes, com toque sombrio.

Uma das ilustrações referidas pelo próprio como sua preferida intitula-se “One Ticket, Please”, que representa um rapaz a enfrentar os seus próprios medos e a saciar a sua curiosidade, visitando um espectáculo duvidoso numa cave de um edifício, o “Horror Festival”.

Encontrando-se há 10 anos na pintura digital, quer seja a tempo inteiro ou não, os seus trabalhos mais recentes incluem o jogo do Facebook Castle Age e a campanha de publicidade “Lion Heads” para a Krypton.

pinups fantasia Andreas Rocha

pinups fantasia Andreas Rocha

pinups fantasia Andreas Rocha

pinups fantasia Andreas Rocha

pinups fantasia Andreas Rocha

pinups fantasia Andreas Rocha

pinups fantasia Andreas Rocha

fonte: andreas rocha

diana guerra

é normalmente zote, mas dizem que também se interessa por arte, cultura e essas coisas óbvias.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
v2/s
 
Site Meter