Automóveis criados com graffitis de luz

A técnica lightgraff, ou light graffiti, consiste em desenhar com luz no meio da escuridão, enquanto os movimentos da fonte luminosa são registados por uma câmera fotográfica. As criações e efeitos que possibilita não cessam de nos surpreender. Desta vez os movimentos luminosos revelaram automóveis desportivos de alta gama. Veja o resultado.


 Automóveis criados com graffitis de luz Audi R8

A técnica de escrever com luz, designada por lightgraff, simplificação de light graffiti, tem vindo a conhecer cada vez mais adeptos. Os mais puristas, que se auto-intitulam calígrafos, usam-na exclusivamente para escrever. Estes trocaram as tintas, canetas e pincéis por lâmpadas, LEDs e ponteiros laser. Outros preferem o desenho mais genérico, como fez em tempos Picasso. A tudo se presta esta técnica. Dois britânicos, Marc Cameron e o fotógrafo Mark Brown, decidiram verificar isso ao traçar linhas luminosas onde se reconhecessem formas de automóveis.

O resultado foi bem conseguido. Qualquer um dos automóveis é facilmente identificado. Se o desenhador tem inegável mérito ao desenhar traços que só são visíveis pelo fotógrafo no fim de tudo, também é certo que os modelos escolhidos são ícones do design automóvel de linhas vincadas e internacionalmente famosos: Bugatti, Ferrari, etc. Chamamos a atenção para alguns pormenores sofisticados, como as cores da luz ou os pequenos faróis de néon do Audi R8. Sem comentários.

 Automóveis criados com graffitis de luz Bugatti Veyron

 Automóveis criados com graffitis de luz Ferrari F430

 Automóveis criados com graffitis de luz Aston Martin DB9

 Automóveis criados com graffitis de luz Morgan Life Car

Mark Brown


benjamin mendes

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/fotografia// @obvious, @obvioushp //benjamin mendes