Mosaicos de cubos de Rubik

Quem se lembra do cubo de Rubik? O famoso quebra-cabeças foi reciclado por Josh Chalom, fundador da Cube Works, onde recria quadros e imagens célebres da cultura pop em cubos de Rubik. Podem ser encontradas reproduções de Warhol, Da Vinci, Eastwood, Bob Marley, Jack Nicholson, Jim Morrison, entre outros.


 Mosaicos de cubos de Rubik

Usando um brinquedo dos anos 80, um grupo de designers criou uma nova forma de produzir arte, utilizando os lados dos cubos Rubik para criar figuras. O resultado é uma colecção de imagens icónicas de cultura pop , que vão desde as reproduções de Warhol a Leonardo Da Vinci. A construção d'A Última Ceia entrou no Guiness como o maior na sua categoria, levando 4050 cubos e medindo 2,60 por 5,20 metros.

 Mosaicos de cubos de Rubik

O projecto Cube Works é promovido pelo canadiano Josh Chalom, de Toronto. As peças já são comercializadas e cada uma vem com um kit de instalação e um manual de instruções para serem facilmente montadas por qualquer um. Por exemplo o Clint Eastwood feito de Rubik é feito a partir de 650 cubos e levou duas semanas a ser montado.

As imagens são obtidas através de computorização, onde se obtém um número quase infinito de cores. Os artistas gráficos têm então de trabalhar nessa imagem pixelizada, reduzindo-a às seis cores do cubo de Rubik e produzindo uma imagem que faça sentido. O processo demora algum tempo, já que o original tem de ser dividido em pequenos quadrados, iguais aos do cubo. Como qualquer técnica que utiliza pixeis, os mosaicos funcionam melhor vistos ao longe. Experimentem franzir os olhos.

A Cube Works começou como uma experiência mas tornou-se um autêntico negócio quando começaram a chegar pedidos com imagens específicas de vários cantos do mundo. Chalom admite que as pessoas que mais se sentem atraídas por este tipo de arte têm experiência em matemática, devido à utilização de algoritmos.

 Mosaicos de cubos de Rubik

 Mosaicos de cubos de Rubik

 Mosaicos de cubos de Rubik

 Mosaicos de cubos de Rubik

Link


Diana Caldeira Guerra

A Diana gosta de caracóis temperados no verão, canja de galinha no inverno e autores clássicos em todas as estações do ano
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp //Diana Caldeira Guerra